A transfusão, a COVID e o maior doador de sangue da História!

Você sabe que num dia como hoje foi feita a primeira transfusão de sangue? Sabe quem foi o maior doador da História? Vem comigo!

Hoje, 15 de junho, é, oficialmente, o dia em que se comemora a primeira transfusão de sangue. Num dia como esse o médico pessoal do rei francês Luís XIV, Jean-Baptiste Denys, introduziu sangue de ovelha em um menino de 15 anos, fato que ficou conhecido como a primeira transfusão de sangue documentada.

Apesar do sucesso do procedimento, as demais tentativas fracassaram por desconhecimento de diversas variáveis envolvidas no processo. Somente em 1902, por exemplo, seria descoberta a existência dos quatro grupos sanguíneos: A, B, AB e O.

Aprimorados os processos as transfusões passaram a ser algo corriqueiro e recomendável. Afinal salva vidas e facilitam cirurgias complexas que seriam impossível sem sangue extra à disposição. Cientistas no Japão desenvolveram um sangue artificial que poderá, no futuro, ser utilizado durante transfusões independentemente do tipo de sangue dos pacientes. O estudo foi publicado em 04 de outubro de 2019.

Séculos atrás, porém, um homem se tornou doador universal de sangue em larga escala. Ele desenvolveu um processo chamado salvação, muito mais eficiente que a transfusão de Jean ou a produção industrial dos japoneses. Não sabemos qual o seu grupo sanguíneo. Se O-, o doador universal, ou qualquer outro, Mas que seu volume de doação é incomparável!

Todos aqueles para os quais doou sangue foram curados de uma doença chamada pecado. Muito mais infecciosa que a COVID-19. Seus sintomas são percebidos desde os primeiros dias de vida, pois os infectados nascem em dor, um eco da primeira transmissão ancestral. Os que não receberem esse sangue serão, invariavelmente, mortos e assim permanecerão para sempre. Os que recebem a doação adquirem um certo tipo de imunidade que os faz viver mesmo depois de mortos!

O mais incrível é que este homem tenha feito a doação sem transfusão! A doação é tão eficiente que nem se precisa ir a um hospital, pois ele também é um médico. Mas não daqueles que tem hora marcada em consultórios, que agendam atendimentos e cirurgias. É só chamar que ele atende!

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!