Sem categoria

Ah! Bom…

Pesquisando pelos resultados gerais da eleição da CGADB, fui ao site da instituição. Infelizmente, não havia nenhuma outra informação, a não ser sobre a votação do presidente. Aí, vi a pérola, pescada ipsi literis (grifo meu):

A credencial de Ministro do Evangelho da CGADB é a identificação oficial de pastores e evangelistas das Assembléias de Deus no Brasil e é válida em todo território nacional, bem como nos países onde as Assembléias de Deus estão presenteA credencial da CGADB é sempre acompanhada do Cartão de Filiação que é trocado a cada dois anos e o mesmo serve para comprovar que a Credencial está em dia, ou seja, o ministro está com a sua situação regular na Secretaria Geral. Isto serve para proteger as igrejas contra aqueles obreiros que já foram desligados ou estão com algum processo na CGADB e procuram usar a credencial indevidamente.

Mas eu juro que conheço Assembleias de Deus, no Brasil mesmo, aonde ela não tem valor algum…

Aliás, já existe o seguinte: Um irmão foi consagrado ao presbitério. Por conta de seu trabalho nas Forças Armadas, tempos depois, foi realocado em outro Estado. Mudou-se, saiu recomendado, sem problemas, sempre fora ativo no trabalho eclesiástico, etc e tal. Com o passar dos anos foi consagrado à evangelista e a pastor. Aposentou-se. Pensou consigo, vou voltar pra minha terrinha, para minha igreja, minha Convenção… Ao fazê-lo, apresentou suas credenciais, etc e tal. Foi informado do seguinte: Se quiser ser reconhecido como presbítero, cargo que ocupava quando saíra, tudo bem. Seu pastorado, porém, não seria reconhecido sob hipótese alguma!

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!