Browse By

Apostila para uma AGE/AGO de sucesso!

Eu sei, eu sei, que agora é tarde, mas não custa nada tentar. Sei também que não sou ouvido por quem pode implementar as sugestões. Já que tudo agora é apostila, e esta, ao menos, não é o resultado do famoso Ctrl-C + Ctrl-V, vamos tentar, no passo a passo, bem fácil:

1) Distribuir um resumo dos assuntos a serem tratados, com antecedência mínima de cento e vinte dias, coletando sugestões dos presidentes das Convenções. Esta providência atende a algumas necessidades:

  • O Brasil é muito grande e fragmentado;
  • Esgotar as dificuldades na pré-seleção;
  • Diversificar os assuntos a serem tratados;
  • Empoderar os presidentes das diversas Convenções filiadas no Brasil
Uma boa atitude seria sedimentar as tratativas no âmbito de cada Estado. Neste mesmo momento, iniciar uma grande campanha de jejum e oração.
2) Cobrar uma posição/sugestão de cada um deles, com antecedência. Eu sei que a coisa é meio lenta para andar, mas numa dessas viagens, o presidente poderia cobrar as posições por escrito. Pra depois ninguém dizer que não disse, ou disse e não levaram em conta. Aonde não for possível ir, telefone! O que dizer de usar uma vídeo-conferência para esclarecer e afinar os itens? Todo mundo está na TV, na internet, por que não usar um recurso tão óbvio?
3) Sessenta dias antes da AGE propriamente dita, compilar todas as sugestões, eliminando as redundâncias. Produzir um texto objetivo e direto, sem questiúnculas e zonas de sombra;
4) Quarenta e cinco dias antes da AGE, enviar a minuta das sugestões compiladas para todos os presidentes, novamente. Solicitando que ao menos dez ministros de cada Convenção leiam o material e aponte incoerências e incongruências. Solicitar que assinem um documento confirmando a leitura;
5) Não esquecer de inscrever os membros da Mesa, dentro do prazo estipulado. É pecado mortal para uma providência tão simples;

6) Estipular um peso proporcional nas votações para a presença por Estado. Por exemplo, quantos ministros assembleianos há em São Paulo? 50000? Dividir por dez milhões de habitantes (já que é impossível saber a quantidade de membros). Dá X. Pernambuco tem quantos ministros? 3000? Dividir seis milhões? Dá Y. Depois montar uma proporção, em relação aos ministros presentes e aos votos dados. Outra opção é montar a proporção calculando dos ministros de cada Convenção quantos estão presentes;

7) Eliminar as questões históricas, como o batismo de não casados que tem bom testemunho. Propor assuntos de vanguarda e atacar os problemas críticos, como o uso indiscriminado da logomarca e do nome ainda que com apostos.


Fim da apostila!

Comments

comments

2 thoughts on “Apostila para uma AGE/AGO de sucesso!”

  1. Fábio José Lima says:

    Graço e Paz Daladier,

    Tenho acompanhado seus posts e os comentários, as vezes percebo que alguns não compreendem a sua intenção, não vou falar para você ficar tranquilo, pois percebo, através de suas réplicas, que você não se descontrola, o problema que percebo na blogosfera cristã, e que veio do mundo real, é a falta de argumento e a dificuldade de interpretação de texto por alguns. Muitos comentam sem ler pelo menos metade do post e já saem atirando com suas metralhadoras giratórias, que fique claro que estou falando de maneira geral, não estou me referindo exclusivamente a seu blog.

    Com relação a apostila, destaco que o primeiro ponto importante é o custo, em uma folha de A4 dá pra fazer duas, considerando um fonte tamanho 15 para ser lida por todos. Com relação ao conteúdo, são propostas a considerar, pois são pontos sensínveis dentro da realidade da instituição.

    Outro ponto a destacar, é com relação a pesquisa, já votei, fui o terceiro a votar, gostaria realmente que as pessoas vissem o objetivo contido explicitamente na mesma, mas teimam em levar para outro sentido, olha a falta de interpretação outra vez…

    Por fim, como não poderia faltar, deixo claro para os leitores, acho que o Sr. ainda lembra, não concordo com tudo que é publicado aqui, as vezes me manifesto colocando minha opinião, as vezes leio, discordo e fico calado, mas o importante é reconhecer sua importância na blogosfera cristã e respeitar seu trabalho e opinião.

    Fica na Paz!

  2. Daladier Lima says:

    Oh! Fábio, obrigado. Suas colocações aclaram o sentido do que já expus. Infelizmente, posts que exigem mais raciocínio é entendido por poucos. A blogosfera é como a Igreja todo mundo quer falar e ter razão, poucos querem ouvir.

    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: