Browse By

Category Archives: Estudos

Por que é importante um esboço?

Prezados 180 leitores, vamos a um tema caro aos evangélicos. É fora de questão que boa parte da propagação do Evangelho deve-se à pregação e aos pregadores. Praticamente todos os domingos e até mesmo em diversos dias da semana ouvimos ou fazemos pregações. A qualidade pode

O que ocorreu na Páscoa!?

É incrível, mas há muitos crentes que não sabem o que é Páscoa! Muitos são criados na Igreja e acostumados com temas mais simples nem se dão conta do que se comemora na chamada Sexta Feira Santa. É uma das festas mais importantes de Israel e,

As lições que aprendi com as eleições da CGADB!

No próximo domingo teremos a eleição para os cargos mais elevados da denominação assembleiana na CGADB. A campanha vai chegando ao fim. É uma data memorável. Assim como todos os dias, faremos História, nunca mais se repete. A questão é que tipo de História? Hitler também

A internet e o seu cérebro

Parece que a tecnologia não só está mudando apenas nossas vidas. Ela também pode estar mudando a estrutura do nosso cérebro. Muitos pensadores têm argumentado que a tecnologia não é neutra, que é, de fato, “carregada de valor”. Neil Postman, autor de Technopoly e outros livros, argumentou que

Raízes históricas da teologia da prosperidade

As raízes da Teologia da Prosperidade

O evangelicalismo brasileiro apresenta características apreciáveis e preocupantes. Entre estas últimas está o gosto por novidades. Líderes e fiéis sentem que, para manter o interesse pelas coisas de Deus, é preciso que de tempos em tempos surja um ensino novo, uma nova ênfase ou experiência.

Você sabe o que é tessitura?

Você sabe o que é tessitura? Sabia que cantar em níveis elevados de tom causa prejuízos irreparáveis à voz humana? Você sabia que há uma variedade de tons que mudam de acordo com a idade? Por que a música que se ouve na Igreja é

Convém a um evangélico ser esquerdista?

Antes de prosseguir vamos à origem dos termos direita e esquerda na política. A história nos ensina que os termos nasceram na Revolução Francesa, no final do século XVIII. Haviam dois grandes grupos no plenário parlamentar daquele país. À direita ficavam os defensores da burguesia

Ceia do Senhor

As sete certezas da Ceia do Senhor!

1. Que devemos relembrar a morte de Cristo Ele disse: Fazei isto em memória de mim (v. 24). Esta lembrança fundamental não se dá como alguém que partiu e deixou um vazio. Precisamos relembrar que através de sua morte nos doou a redenção eterna e

Jesus era um homem de oração?

Só no último dia de vida (a sexta-feira começava na noite de quinta-feira), Jesus orou três vezes: no Cenáculo, no Getsêmani e no Calvário. Na sala ampla e mobiliada, ele orou pelos discípulos e por aqueles que creriam nele (Jo 17.20). No Getsêmani, Jesus orou

%d blogueiros gostam disto: