Browse By

Convém a um evangélico ser esquerdista?

7 thoughts on “Convém a um evangélico ser esquerdista?”

  1. Mario Sérgio de Santana says:

    Caro Daladier,

    Realmente não é uma resposta fácil. Contudo acredito que podemos explorar boas coisas nas posições da chamada esquerda. Caso se fizesse um texto apontando os problemas do capitalismo, ou do liberalismo econômico, as coisas também não seriam muito animadoras. Acúmulo de riqueza, exploração dos trabalhadores e miséria também são vistos nos países do “livre mercado”. Mas acredito que muitas ideias, projetos e utopias da esquerda podem e devem ser defendidos. Claro, nem tudo pode ser absorvido, principalmente o que fere os valores cristãos. Porém, algumas coisas nesse nosso país são muito evidentes. Um exemplo é a grande mídia e sua manipulação grosseira das informações. E digo mais: alguns países citados como exemplo de democracia (EUA ou Inglaterra) possuem leis muito mais rigorosas no controle da mídia. Esse é só uma caso que devem nos fazer refletir. Espero em outro momento contribuir para o debate.

  2. carloshenrique says:

    Bom, Daladier, sinceramente, olhando todos esses pontos só posso dizer uma coisa:
    Todos esses pontos defendidos pela esquerda são totalmente repugnantes. E, ainda mais repugnantes é a defesa do aborto e a defesa do homossexualismo como se fosse algo normal pela esquerda. A esquerda, com todas as propostas, só visa a destruir a família brasileira.
    E, quanto a financiamento de campanha por parte do Estado é totalmente inaceitável, pois aí os únicos partidos, que no fim das contas seriam financiados seriam o do Presidente e os que estivessem em conluio com o Presidente, e qualquer partido político que fosse de oposição ou defendesse valores contrários ao do governo que estivesse no Poder, certamente perderiam qualquer tipo de financiamento. Ficaria bem fácil assim eliminar qualquer tipo de oposição e a ditadura estaria totalmente instituída no Brasil.
    Portanto, nenhum Cristão pode ser esquerdista. Ser Cristão e ser esquerdista ao mesmo tempo diante do exposto é uma total completa contradição.
    Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.

  3. Duo says:

    Tenho tendências a esquerda, mas não a essa esquerda brasileira fragmentada. Sou cristão, membro da igreja Batista, professor de História e Sociologia. Hoje não consigo ver a sociedade de outra forma a não ser uma sociedade dividida entre ricos e pobres.

    Talvez pela influência da sociologia na minha formação acadêmica. Ouço muitas críticas ao marxismo, como sendo o próprio demônio. Devemos ter a cautela de Marx não se preocupou com a metafísica, seu estudo ocorreu sobre a situação política do século XIX, onde a burguesia se perpetua como uma classe opressora.

    Não estudo Marx como estudo a Bíblia, Marx escreveu contra o seu tempo a favor do nosso tempo.

    Quanto as reivindicações da esquerda, acho plausíveis, tendo em vista que vivemos em um estado laico e pluralista, não se deve impor nossas crenças e valores para a sociedade.

  4. Carlos Roberto says:

    Caro Daladier, o assunto é espinhoso! Independente se é de direita, esquerda, conversador ou liberal, o ser humano é falho e limitado. Gostei do seu texto, pois sua abordagem foi bem direta ao descrever o caminho da esquerda política historicamente no Brasil. A problemática, do cristão ser de esquerda, é que essa ideologia prega coisas que ferem os princípios bíblicos. A esquerda, é corrupta, a esquerda, gosta de classificar Fidel Castro, Che Guevara e outros ditadores e terroristas como heróis, a esquerda, apoia o aborto e o movimento LGBT, a esquerda, é favor da desmilitarização da PM, a esquerda, persegue o cristianismo e sempre é contra a ética e a ideias conversadoras que trazem somente o bem a sociedade. Por causa desses motivos e outros, eu não consigo concordar com o fato de um cristão evangélico ser da esquerda política.

  5. Edwilson says:

    Recortando unica e exclusivamente o direito trabalhista: como estaríamos caso não houvesse oposição?

  6. Daladier Lima says:

    Prezado, não esqueça que a CLT foi promulgada durante o regime militar.

    Abração!

  7. Gevanildo says:

    Quando tive a oportunidade de discutir com irmãos, que se dizem de esquerda só olham o aspecto econômico dos governos Lula e Dilma, e tem uns que acham que o impeachment foi golpe, o aspecto ideológico nem se interessam ou nem conhecem, as questões que foram elencadas no artigo não conheço um partido de esquerda que seja contra, pra mim não dá pra ser cristão e esquerdista ao mesmo tempo, só são por falta de conhecimento, é só comparar as ideologias de esquerda com a Bíblia, é tentar misturar água e óleo não dá. Já que a proposta do blog é a reflexão, o irmão tem acompanhado o debate sobre o projeto escola sem partido, vi um vídeo de uma procuradora falando que o filho não pertence à família, não esquecer da doutrinação nas escolas e universidades que a esquerda faz a décadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: