Dezesseis observações nos três primeiros capítulos de Gênesis

Você já tinha percebido que:

1) A Terra de Gênesis 1:2 estava envolta em densas nuvens em toda sua atmosfera que impedia a passagem de luz. Os continentes estavam submersos e só havia água. Por todos os lados! Exatamente como aconteceu no Dilúvio;

2) A luz cósmica já existia, só não podia ultrapassar a barreira descrita no item anterior. Na imagem abaixo, feita a partir do deserto do Atacama, no Chile, podemos ver como tal luz inunda o Universo;

3) Quando Deus disse: Haja luz! Foi uma ordem para que as densas trevas se dissipassem. Desde então jamais cobriram a face da Terra totalmente, apenas uma pequena penumbra oculta os astros nos dias mais escuros. Não confundir com a Noite enquanto ausência do Sol, resultado da rotação da Terra sobre seu eixo. A luz não veio do sol, que só seria chamado a seu posto no quarto dia;

4) Uma parte das águas que cobriam o continente evaporou e sobrevive como vapor e chuva no ciclo normal de rega da Terra, onde se inclui o orvalho. É nesse estágio que se encaixa Gênesis 1:6,9;

5) A porção seca, chamada Terra, em Gênesis 1:9, não é o planeta, mas o continente. Tal porção já existia, estava apenas submersa;

6) Os luminares, Sol e Lua, foram chamados ao governo da Terra, para demarcar a duração do Dia e da Noite, meses, anos e estações;

7) A sequência da criação é:

1º Dia: Dia/Noite, separação entre luz e trevas

2º Dia: Expansão no meio das águas. Separação entre águas superiores e inferiores

3º Dia: Aparição do continente e de plantas e árvores

4º Dia: Luminares no céu. Sol e Lua, um para o dia e outro para a noite

5º Dia: Aves, répteis aquáticos e peixes

6º Dia: Gado, répteis terrestres, feras, animais terrestres, o homem e a mulher.

8) O continente era único até Gênesis 10:25, quando Deus repartiu a Terra e os continentes estão em contínuo afastamento. Abaixo, representação da divisão inicial a partir da Pangeia;

9) Exceto, no primeiro dia, Deus achou que tudo quanto criou era bom. No sexto, o Senhor achou muito bom;

10) Os animais não eram carnívoros a princípio. A ordem inicial de Deus é que fossem herbívoros (Gênesis 1:30). É provável que este seja mais uma consequência da Queda;

11) O homem foi criado do pó da terra. Não do barro como querem alguns intérpretes ceramistas. O termo hebraico é:

Adamah

adamah

e diz respeito à poeira que se ergue e se detém. Outrossim, não imaginemos que Deus tenha que ter feito um boneco, traçando barro, etc, como o mestre Vitalino entre outros. O trabalho de Deus não depende de tais artifícios. Embora tenha soprado em suas narinas, tal homem inerte só precisa de sua Palavra para ser formado, como, aliás, criou tudo o que vemos;

12) Ao contrário do que dizem alguns teólogos católicos o fruto que Deus proibiu a Adão e Eva não foi o sexo. A Igreja Católica nunca lidou bem com o tema. Do contrário, como Deus lhes diria: Crescei e multiplicai-vos!? (Gênesis 1:28). Eles se baseiam em Gênesis 4:1, mas ali fala de um relacionamento específico do qual nasceu o primeiro filho do casal. Já encontrei professor, em seminário teológico, ensinando isto;

13) Também não foi a maçã, mas um fruto que não temos mais hoje;

14) Haviam duas árvores especiais no Jardim do Éden: a do conhecimento do bem e do mal e a da vida (Gênesis 2:9). Somente a primeira foi proibida ao primeiro casal (Gênesis 2:17). Adão e Eva estendiam sua mão e comiam da árvore da vida e assim eram rejuvenescidos a cada dia;

15) Após a queda o homem foi retirado do Jardim do Éden para que não estendesse a mão a árvore da vida e vivesse pecando eternamente (Gênesis 3:22, 24)

16) Ali Deus fez o primeiro sacrifício para poder vestir o casal caído (Gênesis 3:21). Certamente, um prenúncio do sacrifício do seu Cordeiro unigênito.

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Patrícia disse:

    Muito legal esse comentário, hoje mesmo, eu estava ensinando minha filha Ana Beatriz sobre esse assunto e de como o homem(atual) tenta desconstruir a criação de Deus através de teorias mirabolantes.

  2. Ana Lúcia disse:

    Um verdadeiro cientista, ao ler esses textos, fica impressionado com a exatidão, precisão na Ordem da Criação e com a sequência tão perfeita. Só uma Mente Inteligente – Elohim – seria capaz de criar esse imenso Universo e dar-lhe vida. Como disse o Pr. Jânio Louback, cientista: “Se partimos do princípio de que Deus é real e, portanto, Deus é “Fato”, e, além disso, considerar outro princípio de que verdadeira ciência busca apenas a verdade, isto é, o “Fato”, veremos que Deus e a verdadeira ciência irão sempre se encontrar”. Glória a Deus!