Sem categoria

E as eleições? Vamos a umas notas? Nada é o que parece…

A suposta força do Bolsa Família

Nada é o que parece. Dilma teria 30 milhões de votos de partida. Beneficiados diretos e indiretos do Bolsa Família, programa de distribuição de renda que, na prática, é a maior compra de votos do mundo. Isso nas palavras do próprio Lula…

Depois dos supostos 30 milhões somente 13.267.438 acreditaram no PT. Das duas uma, ou os analistas superestimam o poder do programa ou os beneficiados querem mudança e não acreditam que o partido tenha o poder de fazê-las. Seria um bom mote para a campanha de Aécio, se ele souber aproveitar. Como os tucanos sempre esquecem as teclas certas…

A desconstrução dos tucanos

Não funcionou. Na reta final os votos de Marina claramente migraram para Aécio. A política de demonização do legado tucano posta em prática nos últimos doze anos pelo PT só funciona entre os jovens (e alguns adultos mal intencionados), que não conheceram a hiperinflação, nem a venda de um telefone pelo preço de um carro. Por incrível que pareça é entre eles que estão disseminados os gadgets da hora, cuja utilização seria impossível em tempos de compra de uma linha com reserva para dois ou três anos e da ausência ou quase de internet. E só não melhorou pela incompetência petista em pressionar a ANATEL para melhorar a qualidade.

A suposta privatização da Petrobrás, que seria perpetrada pelo partido opositor, já foi realizada pelo PT. Isso é um fato com o superfaturamento e a corrupção correndo solta nos corredores da estatal. Não pegou. Não custa lembrar que a empresa, ao contrário das privatizadas por FHC, só perdeu valor de mercado. Apenas no governo Dilma, houve um recuo de 144 bilhões de reais em valor de mercado, ou 41%. Para fins de comparação, é como se a estatal tivesse perdido um Bradesco em menos de quatro anos! E se Youssef falar antes das eleições e suas declarações forem divulgadas…

Nota à margem: ainda persiste a ideia de que teles e outras empresas privatizadas multiplicaram seus ganhos e patrimônio desde então, que sua venda foi um grande prejuízo para o Erário, etc. Mas muitos não sabem que o bolo acionário que movimenta tais empresas é composto dos fundos de pensão dos funcionários públicos federais! Outro dado importante: a Oi, maior empresa de telefonia do Brasil, está com uma dívida de R$ 40 bilhões. Ou seja, não é o que parece. O caso da Companhia do Vale do Rio Doce é que é interessante. Garantiu os grandes superávits da balança comercial brasileira e ainda assim é criticada pelo petismo. A constituição acionária da Valepar é a seguinte: Litel/Litela (fundos de investimentos administrados pela Previ) com 49% das ações, Bradespar com 17,4%, Mitsui com 15%, BNDESpar com 9,5%, Elétron (Opportunity) com 0,03%. Ou seja, o dinheiro público detém 58,5% da empresa!

Voto conservador

Apesar das pautas influentes encontrarem eco entre diversos setores da sociedade o brasileiro é conservador. É o que dizem as pesquisas. Infelizmente, monotemas como o aborto de Eduardo Jorge e a homofobia de Luciana Genro parecem mais importantes que o controle do Estado pelo PT e a corrupção desenfreada levada a níveis estratosféricos. No último debate, Luciana Genro afirmou que a corrupção na Petrobrás, pasmem!, era fruto da associação com a direita! É brincadeira? A corrupção com as mais diversas siglas de esquerda e o problema é a direita?

O maior expoente do voto conservador, o deputado Jair Bolsonaro, ostentou o 1º lugar no RJ, com 464.572 votos. Já Jean Willys, o queridinho do progressismo, obteve 144.770 votos ficando como 7º colocado no ranking dos mais votados. Não custa lembrar, porém, que os gays dizem que 10% da população é do grupo. Num total de 7.615.669 de votos válidos para deputado federal no RJ, estado do mesmo, apenas 20% do suposto universo gay carioca acredita nele?

Luciana Genro teve 554.189 votos em São Paulo, 2,4% dos votos válidos. Eduardo Jorge, 206.704, 1% dos votos válidos. Definitivamente, é só caricatura. Imensos 22.958.510 de votos válidos e apenas 3,44% dos eleitores acreditam nos progressistas no Estado tido como mais desenvolvido do País.

Aliás, o mesmo raciocínio prevalece se levarmos em conta os utópicos 10% para a eleição presidencial. Luciana Genro obteve 1.612.186 votos, 1,55% dos 104.023.543 de votos válidos. Dois em cada dez gays não acreditam no discurso dela. Olhando os dez primeiros colocados em SP para deputado federal confirmamos esta observação…

Voto evangélico

Foi o que mais cresceu. O demonizado Marcos Feliciano obteve 398.087 votos, alçando a 3ª colocação em São Paulo. Quase três votos para cada um de Jean Willys, guardadas as proporções do tamanho do eleitorado entre o RJ e SP. Lembremos que havia obtido 211.855 em 2010. Mesmo com a mídia em cima dele na questão da Comissão de Direitos Humanos, não adiantou. Quase dobrou os votos.

Aqui em Pernambuco o Pastor Eurico obteve 233.762 votos ficando na segunda colocação, perdendo apenas para Eduardo da Fonte, um candidato com forte penetração entre os evangélicos. Não custa lembrar que ele havia obtido 185.870 votos em 2010. E corria o risco, na imprensa influente ao menos, de perder votos por conta do episódio Xuxa, mas aconteceu exatamente o contrário. E ainda tem o Anderson Ferreira com 150.565, quinta colocação entre os mais votados.

Para deputado estadual, aí os evangélicos deram de lavada. Pastor Cleiton Collins, 216.874 votos em primeiro lugar. Presbítero Adalto Santos, 158.874 votos em segundo lugar. André Ferreira, 74.448 votos em 4º e o Bispo Osséssio, 49.993 votos em 21º lugar dentre os mais votados. O primeiro tinha obtido 137.157 votos em 2010.

Por falar em votação evangélica em Pernambuco, duas notas dissonantes. A primeira a diferença entre as votações do Pastor Eurico e do Presbítero Adauto. Ambos são apresentados como candidatos da Assembleia de Deus, Convenção IEADPE. O primeiro, para deputado federal, obteve 233.762 votos, já o segundo, para estadual, obteve 158.874, mesmo ostentando o segundo lugar como mais votado no Estado. Não é uma diferença pequena. São quase 75.000 votos. A outra nota é que extra oficialmente a igreja possui um milhão de membros. Descontados os adolescentes não votantes (20% em média) sobrariam 800.000 prováveis votos.

O mesmo princípio se aplica aos irmãos Anderson e André Ferreira. Um obteve 150.565 e o outro 74.448. Quase metade dos votos. A conta não fecha. Nada é o que parece.

Segundo turno

Vamos ver como fica o segundo turno. Pernambuco é tido como um Estado inovador em política. Como morador não vejo nada senão mais do mesmo. Torço o nariz para essa nova política que cresceu a partir do falecido Eduardo Campos. Não vejo nada de inovador nas ações implementadas pelo PSB, fica para outro post. Porém, com o oportunismo da esquerda a tendência é apoiar Dilma. Creio que os deputados evangélicos já eleitos no Estado não terão dificuldade em apoiá-la, já que o fizeram em 2010. Nada é o que parece.

Pesquisas

Nada é o que parece! Incrível como erraram até o fim.

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!