Ele nos evangelizou a paz!

O capítulo 2 de Efésios desenha a condição dos gentios, e, por conseguinte, a natureza humana caída em Adão:

1) Alheios à aliança (v 12)

2) Sem ligação com Deus (v 12)

3) Detrás de uma parede de inimizade (v 14)

4) Inimigos de Deus (v 15)

Em Cristo, porém:
1) Chegamos perto (v 13,17). Esta colocação quer dizer que fomos equiparados. Chegar perto era um dito rabínico, conta-nos, Barclay, para quem queria se tornar judeu. Paulo se apropria do termo, não para judaizar a Igreja (ele diria que Jesus desfez a importância dos mandamentos, v. 15), mas para retratar uma nova condição perto de Deus. Paulo nos chama de concidadãos (v. 19). O termo grego no v. 15 para novo homem é kainós, novo de uma nova espécie, em relação à qualidade, ao contrário de néos, que é novo segundo o tempo. Deus, pois, criou o salvo, nem judeu, nem gentio! Este novo homem é distinto, exclusivamente, pela presença do Espírito Santo (João 14:23; Efésios 2:18,20-22);

2) Jesus nos trouxe paz, através da cruz. Paz com Deus, pois já não precisamos ser inimigos dele. Paz com os homens, pois já não há categorias que se excluem, mas pessoas de toda tribo, raça e nação que se unem em Cristo como um só (Apocalipse 5:9). Paz interior, pois o medo da morte já não nos atormenta.

Por fim, a mensagem cristã é de paz. Por vezes, podemos encontrar irmãos que, na intenção de proclamar a Palavra, já querem julgar o mundo e condenar a todos, mas não é assim que deve ser. Devemos pregar a Palavra de Deus enfatizando a transformação que o mundo precisa, regada pelo amor de Deus. Precisamos entender que nenhum de nós fez algo que merecesse a salvação dada por Deus, todos somos salvos pela graça maravilhosa do Senhor Jesus, que se manifesta quando cremos Nele. O evangelho da paz destrói barreiras impostas pela vontade humana e torna o ser humano verdadeiramente livre.

Bibliografia
Barclay, William, Comentário em Efésios

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!