Reflexões Daladier Lima

Há pessoas que nunca vão ressuscitar?

Você acha que todos vão ressuscitar um dia? Ou que todos os ímpios vão ressuscitar para o castigo eterno?

Que haverá ressurreição não há dúvida entre os que professam a fé evangélica (I Tessalonincenses 4:16,17). Que nem todos ressuscitarão na primeira ressurreição, há razoável certeza. Que a primeira ressurreição se dará em duas etapas, a primeira no arrebatamento da Igreja e a segunda ao final da Grande Tribulação, muitos sabem (Apocalipse 20:5). Que nesta primeira etapa os salvos mortos ressuscitarão e terão corpos transformados igualmente aos vivos é um glorioso detalhe.

Na segunda ressurreição, porém, ressurgirão os ímpios, aqueles que conscientemente rejeitaram a Deus e ao seu filho. Nesta ressurreição não há glória. Todos voltarão a viver, mas serão condenados eternamente no Lago de Fogo, onde estarão a besta, o Falso Profeta, o Diabo e os anjos caídos (Apocalipse 20:12ss).

Mas, será que todos os ímpios um dia ressuscitarão?

É um tema controverso. Há pelo menos dois povos dos quais a Bíblia diz que Deus apagou seu nome, não no sentido de serem sepultados pela História, isto aconteceu a praticamente todos povos antigos. É diferente com os egípcios (Êxodo 14:13), do quais Deus disse a Israel: “Nunca mais os vereis para sempre”. Ou com os amalequitas (Êxodo 17:14), sobre os quais disse o Senhor: “eu totalmente hei de riscar a memória de Amaleque de debaixo dos céus.”.

Mas há outro versículo, num cântico de Isaías que traz um prenúncio sombrio. Em Isaías 26:14: “Morrendo eles, não tornarão a viver; falecendo, não ressuscitarão; por isso os visitaste e destruíste, e apagaste toda a sua memória”. Partindo do princípio de que é uma profecia literal resta-nos o problema de que haviam muitos senhores que a altura do livro de Isaías já haviam oprimido a Israel.

Não sabemos o escopo desta profecia. Temos, porém, de lembrar que Deus é soberano e na sua soberania Ele faz como lhe apraz. Para muitos de nós é difícil compreender seus caminhos, mas Deus não está limitado pela nossa compreensão. Relembro, inclusive, a colocação de Jesus em Mateus 10:28: “E não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo”. Infelizmente, há muitos que pensam que quem tem esse poder é o Diabo, mas não é!

Alguém gostaria de contribuir?

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

6 Comentários

  1. Carlos Gutembergue disse:

    Assunto interessante! Muitos não se preocupam muito com isso, porque não conseguem entender que tanto a alma como o corpo poderão seguir para a vida eterna ou pata a morte eterna. Quando se pensa que apenas o espírito (ou alma) poderá seguir para o lago de fogo não se dá tanta importância. Mas, como o ser humano é sinestésico, quando se fala do corpo… aí, a coisa muda de figura.

  2. Everthon Adams de Araújo disse:

    Excelente post. Aguardando o glorioso dia da ressurreição! Aleluia!

  3. Pastor o tema é muito relevante!…Porém não achei na Bíblia o que se fala de forma repetida que, na primeira ressurreição, se divide em duas parte. O senhor pode mostrar na Bíblia onde está escrito?

  4. Daladier Lima disse:

    Prezado Jean, haverá o arrebatamento da Igreja, para estar com o Senhor (I Tessalonincenses 4:15-17). Este é o evento que aciona o relógio do fim. Sete anos depois se inicia o Milênio. Durante estes sete anos ocorrerá a Grande Tribulação, na qual a maioria daqueles que permanecerem fieis a Cristo serão mortos. Ao final dos sete anos eles ressuscitam para reinar com ele no Milênio (Apocalipse 20:1-5). Esta é a primeira ressurreição. Sete anos, portanto, separam os dois eventos.

    Abração!

  5. Texto edificante. Eu acredito que todos ressuscitarão um dia.

  6. Acredito nas sagradas escrituras da Bíblia, embora cada um interprete ao seu modo. Mas acima de tudo, só Deus sabe para onde vamos depois daqui, e o que está ao nosso alcance agora é fazer por merecer, um bom lugar aos olhos do Pai.