Reflexões Daladier Lima

Há pessoas que nunca vão ressuscitar?

Você acha que todos vão ressuscitar um dia? Ou que todos os ímpios vão ressuscitar para o castigo eterno?

Que haverá ressurreição não há dúvida entre os que professam a fé evangélica (I Tessalonincenses 4:16,17). Que nem todos ressuscitarão na primeira ressurreição, há razoável certeza. Que a primeira ressurreição se dará em duas etapas, a primeira no arrebatamento da Igreja e a segunda ao final da Grande Tribulação, muitos sabem (Apocalipse 20:5). Que nesta primeira etapa os salvos mortos ressuscitarão e terão corpos transformados igualmente aos vivos é um glorioso detalhe.

Na segunda ressurreição, porém, ressurgirão os ímpios, aqueles que conscientemente rejeitaram a Deus e ao seu filho. Nesta ressurreição não há glória. Todos voltarão a viver, mas serão condenados eternamente no Lago de Fogo, onde estarão a besta, o Falso Profeta, o Diabo e os anjos caídos (Apocalipse 20:12ss).

Mas, será que todos os ímpios um dia ressuscitarão?

É um tema controverso. Há pelo menos dois povos dos quais a Bíblia diz que Deus apagou seu nome, não no sentido de serem sepultados pela História, isto aconteceu a praticamente todos povos antigos. É diferente com os egípcios (Êxodo 14:13), do quais Deus disse a Israel: “Nunca mais os vereis para sempre”. Ou com os amalequitas (Êxodo 17:14), sobre os quais disse o Senhor: “eu totalmente hei de riscar a memória de Amaleque de debaixo dos céus.”.

Mas há outro versículo, num cântico de Isaías que traz um prenúncio sombrio. Em Isaías 26:14: “Morrendo eles, não tornarão a viver; falecendo, não ressuscitarão; por isso os visitaste e destruíste, e apagaste toda a sua memória”. Partindo do princípio de que é uma profecia literal resta-nos o problema de que haviam muitos senhores que a altura do livro de Isaías já haviam oprimido a Israel.

Não sabemos o escopo desta profecia. Temos, porém, de lembrar que Deus é soberano e na sua soberania Ele faz como lhe apraz. Para muitos de nós é difícil compreender seus caminhos, mas Deus não está limitado pela nossa compreensão. Relembro, inclusive, a colocação de Jesus em Mateus 10:28: “E não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo”. Infelizmente, há muitos que pensam que quem tem esse poder é o Diabo, mas não é!

Alguém gostaria de contribuir?

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

5 Comentários

  1. Carlos Gutembergue disse:

    Assunto interessante! Muitos não se preocupam muito com isso, porque não conseguem entender que tanto a alma como o corpo poderão seguir para a vida eterna ou pata a morte eterna. Quando se pensa que apenas o espírito (ou alma) poderá seguir para o lago de fogo não se dá tanta importância. Mas, como o ser humano é sinestésico, quando se fala do corpo… aí, a coisa muda de figura.

  2. Everthon Adams de Araújo disse:

    Excelente post. Aguardando o glorioso dia da ressurreição! Aleluia!

  3. Pastor o tema é muito relevante!…Porém não achei na Bíblia o que se fala de forma repetida que, na primeira ressurreição, se divide em duas parte. O senhor pode mostrar na Bíblia onde está escrito?

  4. Daladier Lima disse:

    Prezado Jean, haverá o arrebatamento da Igreja, para estar com o Senhor (I Tessalonincenses 4:15-17). Este é o evento que aciona o relógio do fim. Sete anos depois se inicia o Milênio. Durante estes sete anos ocorrerá a Grande Tribulação, na qual a maioria daqueles que permanecerem fieis a Cristo serão mortos. Ao final dos sete anos eles ressuscitam para reinar com ele no Milênio (Apocalipse 20:1-5). Esta é a primeira ressurreição. Sete anos, portanto, separam os dois eventos.

    Abração!

  5. Texto edificante. Eu acredito que todos ressuscitarão um dia.