Notícias Daladier Lima

Juiz obriga SCYTL retirar nome de José Wellington Júnior da urna!

Prezados 150 leitores, o angu está engrossando. Num desdobramento da já malfada eleição da CGADB, o juiz da comarca de Corumbá/GO, num âmbito de liminar anterior, determinou nesta quinta, 01/03, à empresa SCYTL, que é a provedora dos serviços online para a eleição, a retirada do nome do Pr. José Wellington Júnior da urna eletrônica na qual votarão os eleitores do pleito da CGADB.

Em que isto implica? Uma vez mantida a determinação judicial até o dia das eleições, os prováveis eleitores do candidato não poderão nele votar, porque seu nome será omitido na tela da votação. E aí teremos ou a eleição do Pr. Samuel Câmara ou a eleição do Pr. Cícero Tardim (para quem os eleitores de Pr. JWJr carreariam os votos?) ou uma fenomenal profusão de votos em branco.

Decisão Juiz Corumbá - SCYTL - 01

Decisão Juiz Corumbá – SCYTL – 01

Lembramos aos nobres leitores que esta não é mais uma liminar, mas um desdobramento de decisão anterior da mesma comarca. Não deixa, porém, de complicar ainda mais o cenário desenhado até agora. E outras liminares já estão sob análise de diversas comarcas Brasil afora. Pergunta retórica: Precisava ser assim?

É uma situação das mais tristes. A chamada justiça dos homens dando lições de moral àquela que é a maior denominação evangélica brasileira. Dá dó ler as decisões judiciais, termos como falta de isonomia, vício do processo eleitoral, ilegalidade, grave irregularidade e seus sinônimos, ocorrem ao longo do texto. Além da clara percepção das provas elencadas.

As liminares podem ser derrubadas? Claro, há um cipoal de possibilidades recursais, mas a mácula que permeia o processo nunca sairá. E querem ver complicar? Basta uma grande revista ou portal se interessar pelo assunto e começar a fuçar. Aí será o Apocalipse!

Oremos para que possamos ter eleições tranquilas e que ao final nossa igreja possa superar mais este grande trauma. Não há dúvidas, para mim, que este processo há muito está distante de Deus, seja pela sede desmedida pelo poder, seja pela atuação dos atores do processo, seja pela exposição da Igreja. Em suma, por qualquer ângulo que olhemos.

Daniel Berg e Gunnar Vingren, repito, se pudessem, olhariam um para o outro agora e perguntariam entre si: “Onde foi que erramos?”

Oremos!

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

7 Comentários

  1. Jose Carlos da Silva disse:

    Isso poderia ser evitado,se a ambição pelo poder não fosse a tônica na CGADB.
    Entendo que está na hora dessa instituição ser realmente dos pastores e não de uma família, ministério, ou Igreja. Que venha mudanças mais é preciso não repetir o que a quase trinta anos vem acontecendo.Tenho dito.

  2. Marcelo Edson disse:

    Mais um capítulo do livro a *Decadência*.

  3. Jairo Elin disse:

    É sempre assim, o pastor SAMUEL não consegue no voto, tenta no grito.
    Lamentavel

  4. lazaro souza disse:

    Tudo isso começou porque um certo ministério, que eu ate então apoiava, descumprir um acordo de transparecia no processo eleitoral, porque eles escreverão ate MORTO para vota NELES, isso não pode, isso tem nome, isso se chama corrupção

  5. Pr.João Batista Gusmão disse:

    Sim sabemos que como homem podemos errar até mesmo não nos diz compartilhando de cargos que nos impeça uma eleição vírgula nesse neste espaço eu creio que é cga DB vem sendo bem administrada pelo Pastor José Wellington e sabemos que a mesma estaria em boas mãos pelo Pastor José Wellington Filho a qual será o próximo presidente da CGADB estamos ciente que coisas assim interessa ao mundo das Trevas mas sabemos que Deus é maior e vai nos dar Total Livramento

  6. Afranio Alves Ciriaco disse:

    Lamentavelmente,vergonhoso para a querida Assembléia de Deus no Brasil; “líderes”,alguns já tem até netos,péssimo exemplo,eu pergunto que legado os ” nobres”, estão construindo para atual e futuras gerações das Assembléias de Deus no Brasil? Certamente, se os nossos Fundadores que atuaram em alto Nível na Se ara do Mestre, estivessem entre nós, diriam a todos os Convencionais da mesma: O que a Editora CPAD não é capaz de fazer com a mente humana? Diria Daniel Berg: ” O reino de vcs é aqui mesmo na terra”, só que o verdadeiro Reino pelo trabalhamos, está aonde a mente, o coração não alcança. Portanto, todo cuidado com a Obra de Deus é pouco pois não estamos lidando com a “namorada”, que se troca a qualquer hora, muito menos com grana,dinheiro, pelo contrário, somo a noiva imaculada de Jesus.
    Senhores, até quando seremo imaturos? Mais uma ” Eleição”, que bem começou e a confusão já está instalada. Que vergonha!
    O mais felizardo neste momento é a “corte de Satanás e o seu bando bem como as seitas,a imprensa e a sociedade, que acompanham de camarote mais uma disputa pelo poder e pela fama
    Que oSenhor Deus de graça e sabedoria aos Convencionais votarem, paz sim, confusão não

  7. Pr.Lindolfo de Moraes Pinto. disse:

    É lamentántavel a denominação assembleia de Deus ter se tornado em covil de inuos proprietarios. Porque so o grupo Bezerra tem predominar? Logo dirão que foram eles Lq morreram na cruz.