Notícias Reflexões Daladier Lima

Justin Bieber e a crítica a quem se torna evangélico

Analise comigo o preconceito velado da sociedade sobre aqueles famosos que se tornam evangélicos.

Como vocês devem saber, Justin Bieber aderiu, segundo diversos sites, à Hillsong Church. Particularmente fico meio desconfiado quando leio estas notícias. É possível que a vida que ele levava não o satisfizesse. Sabemos pela Bíblia que nem todo o tesouro do mundo preenche o vazio de Deus. A Hillsong é meio moderninha para os padrões americanos, mas dos males o menor. Fico preocupado se, em breve, ele não ocuparia uma função na liderança. É o que muitos famosos fazem ao se converter.

Notícias dão conta que tenha cancelado 14 novos shows que faria na turnê Purpose, que circula pelo mundo. De acordo com o site TMZ, o cantor não deverá voltar aos palcos pelos próximos dois anos. Melhor para ele. Com o dinheiro que amealhou pode se dedicar a esta nova fase sem sobressaltos financeiros.

Semana passada foi a vez de Perlla. Ela participou de uma roda de pagode, como, aliás, muitos famosos convertidos continuam participando de tudo como antes, e o pastor que a convidou, Otoni de Paula, decidiu cancelar a apresentação. Já dissemos aqui que é preciso muito critério com quem convidamos para nossas igrejas. Geralmente, os líderes vão no embalo da fama e se prejudicam.

O motivo do post é que aqui e acolá há manifestações preconceituosas quanto à decisão do cantor ou do pastor acima. Estes comentários variam, desde o famoso vai enricar pastor, até observações iradas. Contra as igrejas pode tudo. Preconceito nos olhos alheios é colírio. É um absurdo que muitas entidades representativas dos evangélicos não se manifestem. Sabemos que é Deus quem defende sua igreja, mas temos uma institucionalidade a zelar.

Os famosos podem se converter? Claro, são pessoas necessitadas de Deus como quaisquer outras. O que devemos repelir é o faturamento em cima de tais decisões, o olho em eventuais boas ofertas e a ausência de cobrança ética por conta do dinheiro ou da fama que uma pessoa tem. Na Igreja todos são iguais!

Sigamos orando para que o Evangelho seja beneficiado com a decisão de Justin.

 

 

Leia mais aqui

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

4 Comentários

  1. Claiton Fabiano disse:

    E agora o Wesley Safadão também. A igreja deve estar aberta a todos, afinal como disse Jesus: Eu vim para os doentes e não para os sãos!
    Mas existem igreja e igrejas! Cada um dará contas por suas ações!

  2. Mario Gonçalves disse:

    Zaqueu precisava de Jesus, pobres e ricos precisam de Jesus, a mensagem do evangelho é transformação de vidas!

  3. Mateus 20. 1-16, a parábola dos operários da vinha.

  4. Que ele se torne uma pessoa melhor, e que encontre a verdadeira paz