Os perigos da interpretação escatológica – Parte 2

Sigamos com alguns dos perigos da interpretação escatológica. Desta feita alertamos para a correta separação entre as profecias a respeito de Israel e da Igreja. É preciso compreender que:

  1. A 69ª semana* de Daniel está em suspenso, Paulo falou do assunto, quando escreveu aos Romanos: “Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado” (Romanos 11.25). Este é o tempo dos gentios;
  2. As promessas relativas a Israel serão cumpridas. Deus não falha. Mas este é o tempo da Igreja. Não podemos misturar as coisas. Deus tem dois cronogramas: um para a Igreja e outro para Israel;
  3. Atribuir à Igreja promessas relativas a Israel trata-se de interpretação falaciosa. Isso esta no campo da desonestidade bíblica. É horroroso ver como certos expositores tentam fazer tais harmonizações. Todos os que assistiram ao tempo passar foram varridos em suas análises;
  4. A volta de Jesus é o gatilho que aciona a 70ª semana e só vai acontecer dentro do script de Deus.

Acesse a primeira parte dos perigos da interpretação escatológica, clicando aqui.

Transcrevemos abaixo um excelente artigo sobre as 70 semanas.

As Setenta Semanas de Daniel

Israel Reis

Cálculo das Setenta Semanas

“Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para cessar a transgressão, e para dar fim aos pecados, e para expiar a iniqüidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o Santíssimo. Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar, e para edificar a Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; as ruas e o muro se reedificarão, mas em tempos angustiosos. E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações. E ele firmará aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador”
(Dn 9.24-27)ACF
 
 
Nosso calendário :
Nosso calendário conhecido como Gregoriano Com a ajuda do astrônomo Sosígenes, Júlio Cesarintroduziu um ano médio de 365,25 dias : um ciclo de 3 anos de 365 dias e um de 366 ( bissexto ). Mas tinha uma diferença de 3 dias de 400 em 400 anos , para resolver o problema , o Papa Gregório XIIIseguindo um conselho de sábios , propôs em 1582 suprir 3 anos bissextos de 400 em 400 anos . Logo o ano tem: 365,2421 dias (0,2421 corrigido pelo ano bissexto menos 3 dias de 400 em 400 anos )
 
Calendário bíblico:
Calendário bíblico ou profético mês = 30 dias – ano = 360 dias
O ano bíblico ou profético tem uma duração de 360 dias , pois em Gênesis 7.11 e 8.4 temos cinco meses ( tempo do dilúvio ), e em Gênesis 7.24 e 8.3 a sua quantidade em dias = 150 dias , logo cada mês tem 30 dias . Portanto o ano bíblico ou profético tem 12 X 30 = 360 dias . Em Apocalipse 12.6 e 13.5 a expressão 1260 dias equivale exatamente 42 meses (42 x 30 =1260) ou seja 3 1/2 anos.
 
As 70 semanas de Daniel são semanas de anos e não de dias :
Total de anos : 70 x 7 = 490 anos (no calendário bíblico ou profético ) com um total de 176.400 dias
Calculando o número de anos de nosso calendário : número de dias/365,2421   176.400/365,2421 = 483 anos

Semanas que já se cumpriram: 69 ( ano bíblico ou profético )
Quantidade de anos das 69 semanas : 69 x 7 = 483 anos (bíblico)
Quantidade de dias das 69 semanas : 483 x 360 = 173880
Calculando o número de anos de nosso calendário  173880 dias /365,2421 = 476 anos

Início das 70 semanas: Decreto para reedificar os muros de Jerusalém

“Disse mais ao rei: Se ao rei parece bem, dêem-se-me cartas para os governadores dalémdo rio, para que me permitam passar até que chegue a Judá. Como também uma carta para Asafe, guarda da floresta do rei, para que me dê madeira para cobrir as portas do paço da casa, para o muro da cidade e para a casa em que eu houver de entrar. E o rei masdeu, segundo a boa mão de Deus sobre mim” (Ne 2.7-8)ACF
 
Início das 69 semanas : (Ne 2.1)
“Sucedeu, pois, no mês de Nisã, no ano vigésimo do rei Artaxerxes, que estava posto vinho diante dele, e eu peguei o vinho e o dei ao rei; porém eu nunca estivera triste diante dele” (Ne 2.1)ACF
 
No mês de nisã, no ano vigésimos do rei Artaxerxes ( março de 445 a .C.)
 
7 Semanas = 49 anos
É o período da reconstrução do templo de Jerusalém.
“Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar, e para edificar a Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; as ruas e o muro se reedificarão, mas em tempos angustiosos” (Dn 9.25)ACF

* Esse primeiro período tem duração de 7 semanas = 49 anos , que se inicia com o decreto para reconstrução dos muros do Templo em ( 445 a.c.) por Artaxerxes Ne 2.1-8  (Neemias foi comissionado para isto ). Foi um período difícil onde encontraram oposição de Sambalá e Tobias e tiveram de trabalhar armados, pois a qualquer momento podiam ser atacados (Ne 4.16-23). PorémNeemias confiava em Deus , sabia que o Senhor estava com eles e completaram a reconstrução dos muros cf. (Ne 6.15-16).
 
Calculando o final das 69 semanas : (aproximadamente)
março de 445 a .C. + 476 anos :  ( março de 32 d.C.)
Data em que Jesus entra em Jerusalém e é aclamado como Rei  (Lc 19.28-42)

Crucificação de Jesus Cristo ( FINAL DA 69a Semana )
Jesus morreu para a nossa Salvação.
Isaias 53.8
“Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido” (Is 53.8)ACF
 
A semana que falta para se cumprir : a 70° semana (a última )
Quantidade de anos da 70° semana : 7 x 1 = 7 anos (bíblico ou profético )
Quantidade de dias da 70° semana : 7 x 360 = 2520 dias (divididos em dois períodos de 1260 dias ou 42 meses)
veja em : (Ap 11.2-3)
 
APOCALIPSE 11.2-3
“E deixa o átrio que está fora do templo, e não o meças; porque foi dado às nações, e pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses. E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco” (Ap 11.2-3)ACF
 
*É um período conhecido como a Grande Tribulação , pela bíblia sabemos a duração , mas não a data da volta de Jesus.

62 Semanas = 434 anos
“Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar, e para edificar a Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; as ruas e o muro se reedificarão, mas em tempos angustiosos” (Dn 9.25)ACF

Este período de 434 anos vai de 396 a .C. até 32 d.C., após este período acontece a morte de Jesus e a destruição de Jerusalém pelos romanos (no ano 70 d.C.), profetizada por Daniel:
“E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações” (Dn 9.26)ACFcf. (Is 53.8); Lc 21.24)

ERA DA IGREJA – TEMPO DOS GENTIOS

“Jerusalém foi invadida em 70 d.c. pelos romanos , o templo destruído e os judeus foram dispersos pelo mundo”

“Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado” (Rm 11.25)ACF
 
“E cairão ao fio da espada, e para todas as nações serão levados cativos; e Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos dos gentios se completem” (Lc 21.24)ACF
 
O termo tempos dos gentios é o período no qual Jerusalém estaria sob o domínio dos gentios , desde o cativeiro babilônico , continuando até hoje e continuará durante a tribulação . Terminando na segunda vinda de Jesus à terra onde irá julgar as nações .
(Dn 2.35) A era da igreja que começou no dia de Pentecostes vai até o arrebatamento da igreja .Também conhecida como dispensação da graça cf. (Ef 3.1-7). No livro de apocalipse temosrepresentadas a era da igreja em diversas épocas , através das sete igrejas da Ásia: Éfeso,Esmirna, Pérgamo, TiatiraSardes, Filadélfia e Laodicéia (a útima igreja ).
. Este período não é contado como dentro das 70 semanas, pois não correspondem a “ teu povo e a tua santa cidade (Israel e a Jerusalém), mas sim a Igreja , pois a profecia é para Israel e Jerusalém.


A IGREJA NO PASSADO E NO PRESENTE – ERA DA IGREJA

“Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado. E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, E desviará de Jacó as impiedades”
(Rm 11.25-26)ACF

A 7 IGREJAS DA ÁSIA REPRESENTAM SETE PERÍODOS DE TODAS AS IGREJAS

IGREJA ÉPOCA SIGNIFICADO CARÁTER
Éfeso

(Ap 2:1-7)

33 – 100 DESEJÁVEL APOSTÓLICA AMOR DECADENTE
Esmirna

(Ap 2:8-11)

100 – 312 AMARGURA PERSEGUIDA
Pérgamo

(Ap 2:12-17)

313 – 600 CASAMENTO MUNDANA “DO ESTADO ”
Tiatira

(Ap 2:18-29)

600 – 1517 QUEM SACRIFICA SEMPRE PROFANA
Sardes

(Ap 3:1-6)

1517 – 1750 REMANESCENTE REFORMA “ MORTA ”
Filadélfia

(Ap 3:7-13)

1750 – 1914 AMOR FRATERNAL AVIVADA “ MISSIONÁRIA ”
Laodicéia

(Ap 3:14-22)

ATUAL DIREITOS DO POVO MORNA

 

A GRANDE TRIBULAÇÃO – 70° Semana

. Corresponde a última semana de Daniel (70° semana ), ou seja, um período de 7 anos .
É dividido em 2 períodos de 3 anos e meio , sendo o primeiro chamado de Tribulação . E o segundo chamado de Grande Tribulação ( maiores guerras e sofrimentos piores ), mas também o período todo é chamado de Grande Tribulação .

Outros nomes que a Bíblia descreve a 70° semana de Daniel:
– O dia da vingança de nosso Deus
– O tempo da angústia de Jacó
– O dia de trevas
– O dia do Senhor
– Aquele dia
– O grande dia
– Dia da ira
– Ira Vindoura

Final da 70° semana :  Mt 25.13 – Volta de Jesus

Volta de Jesus Cristo
“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus” (Mt 24.30-31)ACF
                
. É a segunda fase da Vinda de Cristo (a primeira fase é no arrebatamento da igreja : se dará nos ares e só a igreja verá, Jesus não pisa na Terra ).
 
Acontecimentos:
– A Manifestação física e pessoal de Jesus acompanhado de seus santos e anjos : Mt 24.30-31
– Todo olho O verá : Mt 24.30; At 1.11
– Defenderá Israel das nações inimigas: Zc 12.9
– A destruição do Anticristo e do Falso Profeta : Ap 19.20
– Os Judeus aceitarão Jesus como o Messias : Rm 11.25-27; Zc 12.10
– O julgamento das Nações : Mt 25.31-34
– Satanás aprisionado : Ap 20.1-3
– Implantação do Milênio : Ap 20.4-6
 
 ACONTECIMENTOS:

– SURGIMENTO DO ANTICRISTO E DO FALSO PROFETA NO MUNDO
– ALIANÇA DE 7 ANOS DO ANTICRISTO COM ISRAEL
– OS JUÍZOS DO CÉU SOB OS SETE SELOS DE AP.6
– AS DUAS TESTEMUNHAS E SUA MISSÃO NOS 3 ½ ANOS
– 144.000 JUDEUS SALVOS EM ISRAEL
– O ANTICRISTO NO BLOCO DE 10 NAÇÕES
– O BLOCO DE NAÇÕES DO NORTE
– GOGUE E MAGOGUE
– A FALSA IGREJA MUNDIAL
– A PREGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO
– GOGUE E MAGOGUE INVADEM ISRAEL
– O ANTICRISTO ROMPERÁ A SUA ALIANÇA COM ISRAEL
– IGREJA FALSA MUNDIAL DESTRUIDA PELO ANTICRISTO
– OS JUDEUS SERÃO MARTIRIZADOS
– JUÍZOS SOBRE A TERRA SOBRE AS SETE TROMBETAS
– ISRAELITAS FIEIS FUGIRÃO PARA OS MONTES
– JUÍZOS SOBRE A TERRA SOB AS SETE TAÇAS
– A QUASE DESTRUIÇÃO DE ISRAEL (ARMAGEDOM)
– A VOLTA DE JESUS EM GLÓRIA
– EVENTOS GEOFÍSICOS
– JULGAMENTO DAS NAÇÕES VIVENTES
– DERROTA DO ANTICRISTO E DO FALSO PROFETA
– O REMANESCENTE JUDAICO
– SATANÁS APRISIONADO

Israel na Grande Tribulação

O Anticristo e sua perseguição à Israel por 3 anos e meio (na segunda metade ):
. “E, quanto aos dez chifres, daquele mesmo reino se levantarão dez reis; e depois deles se levantará outro, o qual será diferente dos primeiros, e abaterá a três reis. E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei; e eles serão entregues na sua mão, por um tempo, e tempos, e a metade de um tempo” (Dn 7.24-25)ACF
. “E deixa o átrio que está fora do templo, e não o meças; porque foi dado às nações, e pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses. E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco” (Ap 11.2-3)ACF
. “Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda” (Mt 24.15)ACF
. “Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

As nações cercarão os Judeus na guerra do Armagedom:
“E os congregaram no lugar que em hebreu se chama Armagedom” (Ap 16.16)ACF

Bibliografia
Pentecost, J.Dwight – Manual de Escatologia – Editora Vida , 1998
Ellisen, Stanley A. – Conheça melhor o Antigo Testamento – Editora Vida -1991
Lehman, H.I. – A Revelação de Jesus Cristo – Edições Shophar -1991
Pearlman, Myer – Através da Bíblia-Livro por livro – Editora Vida – 1977

Para saber mais clique aqui

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!