Browse By

Por que pastores produzem intelectualmente tão pouco?

16 thoughts on “Por que pastores produzem intelectualmente tão pouco?”

  1. Raitler Matos says:

    Boa advertência. Infelizmente, ainda há o fato da valorização da literatura importada em detrimento da inciativa de criarem, ou de apreço à nacional.

  2. Gastone Alves says:

    Meu pastor que Deus continue lhe abençoando e derramando de sua graça sobre sua vida.

  3. Márcio da Cruz says:

    Ler dá trabalho.
    E trabalho não é algo não muito apreciado atualmente.
    Haja vista o crescimento das famosas bolsas.

  4. Carlos Roberto says:

    Muito bom! Como sempre, tua análise remete a uma reflexão profunda, de nossos líderes e pastores, em muitos setores da AD e do pentecostalismo.

    Ora, nestes tempos pós-modernos o que impera é o comodismo, o apego as redes sociais, o bem estar profissional da fé e por aí vai…

    Quem dera, se todos os pastores e líderes do cristianismo brasileiro lessem mais a bíblia, fossem mais criativos no momento de criar o sermão. Oremos!

    Deus te abençoe amigo e irmão!

  5. Mario Sérgio says:

    Excelente texto! Você amigo, mais uma vez, toca em algo de suma importância que é a falta de aprofundamento teológico e intelectual do nosso ministério. Outra questão importante: a simples reprodução de conteúdos nos sites e blogs. Pesquisa e criação de fato é pouca.

    Deus abençoe!

  6. Guilherme Cancella da Silva says:

    Excelente texto. Parabéns e lutemos por mais produtividade, tanto de lideranças quanto de liderados..

  7. Gibson Santos says:

    Ótimo texto, prezado Pastor. Infelizmente existe uma horda de indulgentes de si mesmos que incendeiam o povo com palha, feno e sopa rala. Porém do outro lado, no auditório existe uma grande plateia que “se recusa a dar ouvidos a verdade” (2Tm 4. 4).

  8. João Paulo Souza says:

    Paz de Cristo, meu caro!

    Texto bastante pertinente. Leva-nos a uma reflexão séria e interessante.

    João Paulo Souza

  9. Claudio says:

    Muito boa a exposição trazida pelo ilustre❕ não se enganem aqueles que são líderes achando que os que estão nos bancos sentados não estão cansados da mesma coisa❔ versículos soltos com 10 ou 15 minutos de que Deus vai dar ou fazer❕ muito bom o texto preciso ler mais e mim aprofundar na palavra do Salvador ❕

  10. Marcelo Edson says:

    Rapaz. Cada dia mais os textos e as reflexões do reverendo Daladier superam quaisquer expectativas. Parabéns pastor. Excelente reflexão. Se alguns vendedores não conhecem nem o livros que estão expostos para venda, imagine os clientes. Quando vou comprar livros prefiro uma livraria na qual os vendedores conheçam os livros que são oferecidos. Principalmente quando trata de questões confessionais. Eu já tinha assistido o Hernandes dizer o tempo gasto na preparação dos seus sermões, é raríssimo encontrarmos alguém que o faça daquela forma. Mas oremos para que Deus levante mais obreiros com disposição para tal. Recentemente eu fiz alguns questionamentos a um obreiro de grande envergadura e ao invés de ter meus pontos de dúvidas sanados, o tal obreiro falou-me de suas credenciais e qualificações e disse-me que eu o havia desrespeitado pelas acusações, em privado, das quais ele não retornou os motivos pelos quais eu estava errado e ele certo. Parece que a infalibilidade permeia nosso meio. 🙁 . Fazer o quê?

  11. Lilézia Marçal says:

    Muito bom, Pastor Daladier.
    Diante de toda a verdade exposta, o que mais me incomoda é o fato da “cópia” de obras alheias.

    “Persiste em ler” não está na Bíblia por acaso.
    Deus tenha misericórdia do seu povo na terra!
    Lilézia Marçal

  12. Pr. Isaac Luiz says:

    É maravilhoso, gratificante e admirável ir a um culto com boas expectativas e retornar dele se deliciando das palavras que ouviu. Este alimento espiritual fica dias e até meses ou anos na memória.
    É claro que quem quer um bom culto com boa mensagem precisa, também, orar pelo preletor incubido da mensagem naquele culto.
    Mas, como bem colocado no texto acima, é de total responsabilidade de quem recebe a missão da preleção, buscar tanto em oração quanto na leitura aprofundada do que se pretende ministrar, com introdução, desenvolvimento e conclusão ou fechamento da mensagem, seguindo uma linha de raciocínio lógico.
    Poderíamos refletir e indagar a nós mesmos, quando foi mesmo que tivemos em um culto onde isto aconteceu?
    Porque infelizmente até o espaço dado para a mensagem em nossos cultos é muito resumido.
    Fica a dica.
    Parabéns querido pastor e amigo Daladier pelo post muito pertinente para estes últimos dias.
    Deus abençoe cada vez mais e mais.

  13. Marcelo Barbosa says:

    Na realidade o que falta é interesse, disponibilidade, aptidão, desprendimento e compromisso. Para uma grande maioria o marketing pessoal é o que prevalece, aparecer, dispor-se, sair bem na foto vale mais do que qualquer outra coisa, lembro-me de uma história de um “grande pregador” que foi ministrar a Palavra em uma determinada igreja e lá chegando se decepcionou porque não havia uma “plateia” numerosa para ouvi-lo, de pronto pensou: ” Vou ministrar qualquer palavra, pois não vou gastar sermão …”, entretanto, devemos nos ater que a mensagem ela deve ser pregada para um ou para mil, haja vista, que os maiores ensinamentos de Jesus foram dirigidos à pessoas que encontravam-se sozinhas. Prosseguir olhando para o alvo e fazendo a vontade do Mestre!

  14. João Paulo says:

    Prezado Daladier,

    Excelente artigo. Enquanto no passado alguns homens notáveis não tiveram acesso amplo como nos dias de hoje, mas mesmo assim produziram consideravelmente, hoje há grande facilidade de acesso a material gratuito de de qualidade e não grande número de produção original e de qualidade.

    João Paulo
    http://www.joaopaulo-mendes.blogspot.com

  15. Roberto Luis says:

    Fiz questão de ler, e confesso que mim deliciei sobre o assunto, pois mim identifico com o mesmo.
    Quando eu estava lendo o livro do Rev. Hernandes Dias Lopes cujo tema é Pregação expositiva, confesso que fiquei triste, sabendo da minha tão grande falta de dedicação as escrituras.
    Quando o Reverendo faz menção do Pastor Charles Spurgeon, fiquei como um estrangeiro perdido.
    Deus em Cristo abençoe o nobre pastor Daladier Lima.

  16. Jefferson Kleiton says:

    Excelente reflexão meu pastor! É muito gratificante poder ler um material rico como este! Que Deus continue lhe inspirando e lhe abençoando em tudo. Precisamos de mais obreiros assim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: