Reflexões Daladier Lima

Quanto queremos aprender?

A Bíblia possui exemplos riquíssimos para todos nós. Mas será que queremos realmente aprender? O tempo parece nos mostrar que não. Vem comigo!

Quanto queremos aprender?

Ontem, estudamos em todo Brasil, sobre o episódio de Nadabe e Abiú, os filhos de Arão mortos diante do Senhor. O que há para aprender com esta história? Queremos realmente aprender a responsabilidade que temos diante do Senhor?

A história dá conta de dois homens comuns repentinamente elevados à condição de sacerdotes (Levítico 10). Teria a fama subido à cabeça? Foram escolhidos entre tantas famílias de Israel para a nobre tarefa de oficiar perante Deus no seu Tabernáculo. Mas, trouxeram fogo estranho perante o Senhor, que os consumiu, ficando seus corpos carbonizados e sendo retirados por seus irmãos.

É uma história triste que, infelizmente, se repete. Hoje, pela manhã, me chega uma notícia terrível. A simonia instaurada no meio do povo de Deus. E o que é simonia? É a venda do sagrado em troca de uma benesse. Fogo estranho diante do Senhor.

Será que o texto sagrado não nos ensina aquilo que deveríamos aprender? Que o castigo da liderança é muito maior, na proporção de sua responsabilidade e proeminência? Ainda temos a História com tantos e ricos exemplos. Será que queremos realmente aprender?

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Miqueas Cipriano disse:

    A verdade é que, toda a temática abordada na EBD desse semestre (CPAD), foge daquilo que a igreja no geral almeja. Ora, aplicar os princípios do livro de levítico é desagradar a grande massa não apenas dos assebleianos, mas do povo de Deus de um modo geral. O trimestre estar riquíssimo, pena que as mudanças de nossos cultos não são bem-vinda da liderança aos membros e congregados.

  2. Roberto Rocha disse:

    Para a geração de hj. O Deus deles é só paz e amor! Esqueceram da igreja de Sardes,que tinha nome que vivia,mas estava morta! O que tem de zumbis por aí,se declarando igreja de Deus,é de dar medo!