Quinze Curiosidades sobre 1 e 2 Samuel – Parte 1

Acompanhe conosco as primeiras quinze informações sobre 1 e 2 Samuel que você pode não ter pensado a respeito. Leia, compartilhe e cresça no conhecimento!

Nobres leitores, depois de uma penca de atividades que me impediram blogar, vamos com algumas curiosidades sobre 1 e 2 Samuel, respectivamente. Você sabia que:

01 – Os livros de 1º e 2º Samuel, ocupam a 9ª e 10ª posição na ordem dos livros do Velho Testamento. O primeiro possui 31 capítulos e 811 versículos. O segundo, 24 capítulos e 695 versículos. A maior parte deles foi escrito por cronistas anônimos. Narram o apogeu do reino hebreu, da língua e literatura hebraica;

02 – O nome Elcana significa possessão de Deus, Ana significa cheia de graça e Penina significa, simplesmente, coral, não a cobra, mas a pedra. Cuidado com a hermenêutica! Já Samuel, significa ouvir de Deus ou nome de Deus!

03 – A família da Samuel era efraimita, portanto, não era da tribo de Levi, mas desde criança ele oficiava perante o Senhor, no Tabernáculo (I Sm 2:18). Por razões sobrenaturais ele foi aceito como participante da própria casa sacerdotal. Note, ele não era apenas um dos levitas, tradicionais coadjuvantes das cerimônias sagradas, ficou na própria casa de Eli, que por aqueles dias era o sumo-sacerdote;

04 – Após o nascimento de Samuel Deus abençoou Ana com mais três filhos e duas filhas (I Samuel 2:21);

05 – Os filhos de Eli, Hofni e Finéas, eram da linhagem sacerdotal, vestiam-se como sacerdotes, oficiavam no Tabernáculo, mas não conheciam ao Senhor (I Samuel 2:12). Eram como certos evangélicos que vivem uma vida embalada pela tradição. Chegavam ao ponto de enfileirar mulheres na porta da Tenda da Congregação, para com elas se deitarem (I Samuel 2:22);

06 – Embora a palavra de Deus fosse escassa, numa noite só Samuel ouviu a voz do Senhor quatro vezes. Na primeira ele pensava que era Eli. Na terceira o ancião, adiantado em dias, entendeu que era o Senhor chamando por Samuel e lhe disse: Vai deitar-te e há de ser que, se te chamar, dirás: Fala, Senhor, porque o teu servo ouve (I Samuel 3:9). Samuel seguiu as instruções e Deus lhe revelou que mataria os filhos ímpios de Eli e tiraria sua descendência do sacerdócio;

07 – Eli perdeu a vida aos 98 anos! O episódio está narrado nos últimos versículos do capítulo 4, a partir do versículo 17. Israel perdeu a guerra para os filisteus, perdeu a arca para os inimigos. Eli perdeu a vida ao cair de uma cadeira onde estava sentado, perdeu os dois filhos, Hofni e Finéas e perdeu também sua nora, esposa grávida deste último;

08 – Os doze versículos do capítulo 5 de I Samuel narram o castigo de Deus aos filisteus. Em cada cidade, seja Asdode, Ascalom, Gaza, Gate ou Ecrom, os homens eram feridos com hemorroidas (I Samuel 6:16). O calor da região e a ausência de conhecimento sobre os motivos de tal doença, de origem vascular, certamente trouxe grandes problemas para aquele povo. Em Asdode a presença da arca no templo de Dagom (deus com corpo de peixe, a palavra vem do hebraico dag) fez com que a estátua daquele deus se partisse em pedaços (I Samuel 5:4)

Resultado de imagem para dagom

09 – Apesar do texto do capítulo 5 de I Samuel não mencionar, no capítulo 6, temos a menção a outro castigo: ratos, em abundância destruindo a terra dos filisteus (I Samuel 6:5)

10 – Os filisteus habitavam na região sudoeste da Palestina e eram povos do mar. Faziam parte dos povos a serem vencidos ao chegar na Terra Prometida, mas por fraqueza de Israel não foram conquistados. Em I Samuel 7:13 o texto nos informa que ficaram contidos durante o tempo que julgou Samuel, mas somente no reinado de Davi foram subjugados (II Samuel 8:1).  Dominavam a arte dos trabalhos com ferro (I Samuel 13:19,20) o que lhes dava superioridade bélica.  Muitos anos depois Nabucodonosor deportaria os filisteus e, desde então, nunca mais existiriam como um povo.

Resultado de imagem para mapa da terra dos filisteus

11 – Quando os filisteus devolveram a arca, sete meses depois de a haverem tomado a enviaram a Bete-Semes. Fizeram, então, uma oferta de cinco ratos e cinco hemorroidas de ouro, colocados num cofre ao lado da arca. Os homens de Bete-Semes recolheram a arca e a oferta, mas olharam para dentro da arca e, então, morreram 50.070 deles por castigo. A tristeza foi tão grande que enviaram a arca para outra cidade: Quiriate-Jearim, onde foi escolhido Eleazar como sacerdote para cuidar dela e ali ficou 20 anos!

12 – Há dois lugares mencionados como Ebenezer em I Samuel. O primeiro parece ser um lugar físico (I Samuel 4:1), o segundo um memorial (I Samuel 7:12);

13- Com a velhice de Samuel e como seus filhos, Joel e Abia (I Samuel 8:2,3), não eram retos aos olhos de Deus como ele, o povo pediu que fosse escolhido um rei. Como o pedido Samuel se desgostou, mas consultando a Deus foi orientado a satisfazer-lhes (I Samuel 8:22);

14 – Ao contrário do que se diz Saul, o primeiro rei de Israel, foi escolhido por Deus. O que ele fez com essa escolha é que é o problema. Acompanhe:

O capítulo 9, de I Samuel, conta que Quis, pai de Saul, havia perdido umas jumentas e enviou seu filho, junto com seu servo, para procurá-las por três dias. Eles assim o fizeram e, entre outros lugares, foram parar nas proximidades da casa onde Samuel estava. Deus havia revelado ao profeta que Saul iria procurá-lo (I Samuel 9:16). Aqui está a primeira evidência do chamado de Saul.

Samuel o cobriu de honrarias (I Samuel 9:22) e o despediu, não sem ungi-lo! Sim, Saul foi ungido rei por um profeta de Deus! Esta é a segunda evidência de seu chamado. Antes de despedi-lo, Samuel, lhe deu cinco sinais:

  1. As jumentas extraviadas foram achadas;
  2. A notícia será dada por dois homens, junto ao sepulcro de Raquel;
  3. Três homens o encontrarão subindo a Betel, um leva três cabritos, outro três bolos de pão e outro um odre de vinho;
  4. Eles vão dar dois dos três pães a Saul;
  5. Ao chegar no outeiro, Saul, encontrará um grupo de profetas e ele profetizará como um deles!

Todos estes sinais aconteceram, de tal forma que I Samuel 10:9 registra:”Sucedeu, pois, que, virando ele as costas para partir de Samuel, Deus lhe mudou o coração em outro; e todos aqueles sinais aconteceram naquele mesmo dia”. Esta é a terceira evidência do chamado de Saul.

As evidências se sucedem ao longo do capítulo 10 e culminam com a coroação de Saul. De forma que, na Bíblia, não há absolutamente nada que indique que Saul não foi chamado por Deus.

15 – O capítulo 12 de I Samuel deveria ser emoldurado pela liderança cristã. Ao final de seu ministério e prestes a passar o bastão para o novo rei, Samuel desafia: “a quem o boi tomei, a quem o jumento tomei, e a quem defraudei, a quem tenho oprimido, e de cuja mão tenho recebido suborno e com ele encobri os meus olhos” (I Samuel 12:3)

Leia também: Saul foi chamado por Deus!?

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. jose roberto da junior disse:

    Alguns estudiosos da bíblia nos fala que Elcana habitava nas montanhas de Efraim,só que não diz que ele era pertencente a esta tribo.Em tempos de crise era natural os levitas deixarem sua tribo por falta de manimentos.O livro de Crônicas nos deixa bem claro que Elcana era da tribo de Levi,e Samuel tb. I Cr 6:16,28