Sintomas da síndrome da ignorância contemplativa

Alguém aceitou Jesus hoje no culto? Que tem isso demais? Acordou e está vivo? Milhões tiveram este mesmo privilégio! Conhece ao Senhor Jesus ou foi salvo por ele? Que diferença isto faz? Pode ir à igreja caminhando? Não vejo motivos de comemoração… Seus filhos estão com saúde? Nada demais, os filhos dos vizinhos também estão! Comeu três vezes nos últimos dias? Nada demais.

Pode ser a síndrome da ignorância contemplativa! Ela se manifesta com vários sintomas, que poderíamos resumir assim: você não enxerga singularidade alguma no trabalho de Deus em sua vida! Você não consegue, em outras palavras, se maravilhar com nada daquilo que o Senhor faz em você ou no mundo! Para você tudo é natural, corriqueiro e previsível. É uma doença grave e se alastra em nossas igrejas.

O remédio existe: abrir os olhos espirituais, visitar pessoas necessitadas, desvalidas e doentes, conversar com Deus, disponibilizar um pouco mais de tempo para contemplar as obras de Deus. Simples, não é? Mas a maioria prefere ficar doente.

E Deus trabalhando por nós

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

1 Comentário

  1. Lucas Almeida Ramos disse:

    Apenas para uma reflexão, pois não consigo compreender toda essa devoção com cultos, pois a meu entender, estamos desenvolvendo nossos estímulos espirituais de maneira errada, principalmente com essa proliferação de igrejas e sub-igrejas que ao meu entender visa muito mais o lucro de quem constrói a igreja do que o conforto espiritual de quem vai frequentar os cultos.

    A religião não é apenas uma, são centenas.
    A espiritualidade é apenas uma.
    A religião é para os que dormem.
    A espiritualidade é para os que estão despertos.

    A religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o que fazer, querem ser guiados.
    A espiritualidade é para os que prestam atenção à sua Voz Interior.
    A religião tem um conjunto de regras dogmáticas.
    A espiritualidade te convida a raciocinar sobre tudo, a questionar tudo.
    A religião ameaça e amedronta.
    A espiritualidade lhe dá Paz Interior.
    A religião fala de pecado e de culpa.
    A espiritualidade lhe diz: “aprende com o erro”.

    A religião reprime tudo, te faz falso.
    A espiritualidade transcende tudo, te faz verdadeiro!
    A religião não é Deus.
    A espiritualidade é Tudo e portanto é Deus.

    A religião inventa.
    A espiritualidade descobre.
    A religião não indaga nem questiona.
    A espiritualidade questiona tudo.

    A religião é humana, é uma organização com regras.
    A espiritualidade é Divina, sem regras.
    A religião é causa de divisões.
    A espiritualidade é causa de União.

    A religião lhe busca para que acredite.
    A espiritualidade você tem que buscá-la.
    A religião segue os preceitos de um livro sagrado.
    A espiritualidade busca o sagrado em todos os livros.

    A religião se alimenta do medo.
    A espiritualidade se alimenta na Confiança e na Fé.
    A religião faz viver no pensamento.
    A espiritualidade faz Viver na Consciência.

    A religião se ocupa com fazer.
    A espiritualidade se ocupa com Ser.
    A religião alimenta o ego.
    A espiritualide nos faz Transcender.

    A religião nos faz renunciar ao mundo.
    A espiritualidade nos faz viver em Deus, não renunciar a Ele.
    A religião é adoração.
    A espiritualidade é Meditação.

    A religião sonha com a glória e com o paraíso.
    A espiritualidade nos faz viver a glória e o paraíso aqui e agora.
    A religião vive no passado e no futuro.
    A espiritualidade vive no presente.

    A religião enclausura nossa memória.
    A espiritualidade liberta nossa Consciência.
    A religião crê na vida eterna.
    A espiritualidade nos faz consciente da vida eterna.

    A religião promete para depois da morte.
    A espiritualidade é encontrar Deus em Nosso Interior durante a vida.