Sem categoria

Subsídio para a 6ª lição – 09/11/2014 – A queda de Babilônia

Menê, menê, teqêl uparsin

O estudante médio da EBD não consegue conceber a representatividade da cidade de Babilônia, especialmente no equilíbrio de forças da Mesopotâmia e Oriente Médio. Sugiro aos professores se desdobrarem para ajudar neste quesito. Babilônia assumiu a liderança do Oriente Médio ao esmagar o poderio assírio.

Rapidamente impuseram seu domínio, conquistando as terras para além do Crescente Fértil. Jerusalém foi invadida em três ocasiões, o livro de Daniel relata a primeira delas em 606 a.C. Os utensílios do templo foram levados para a terra de Sinar.
Babilônia era uma joia da arquitetura, mas sofria de uma fragilidade. A cidade era atravessada por canais. 
Foi justamente explorando esta brecha que Dario entrou na cidade, desviando o curso de um deles. Pouco tempo antes desta façanha, Belsazar havia brindado seus nobres utilizando como recipientes os vasos sagrados de Jerusalém. Ocasião em que dedos sobrenaturais escreveram sua sentença numa parede.
A explicação mais comum para a frase é menê – contou, numerou, tequêl, pesou, ufarsin, e dividiu. O U desta última palavra é a conjunção em hebraico.

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!