Sem categoria Daladier Lima

Uma casca de banana do grego na lição de amanhã




Todas as línguas são pródigas em armadilhas para seu aprendizado. O grego floresceu entre os estudiosos da Bíblia, para a expansão e o aprofundamento de sua compreensão. Infelizmente, diversos paradigmas mal embasados nortearam tal estudo. É o caso do padrão ágapê. Tal padrão consiste em atribuir o substantivo ágapê, apenas e tão somente, ao amor de Deus. Fileô seria o amor entre irmãos e eros, o amor sexual, do desejo.

Já mostramos que este padrão não se sustenta, em outras ocasiões. Agora vem o texto áureo de amanhã:  Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele (I João 2:15). Ameis, ama e amor são todos ágapê, como você poderá observar na figura acima, mesmo que não conheça a língua!

Porém, a questão primordial é: qual dos três é o amor de Deus? Certamente, Deus ama aos irmãos unidos, assim como jubila com o sexo dentro dos padrões bíblicos. Pense nisso!

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!