Sem categoria

Uma desculpa recorrente e esfarrapada…

Os tempos em que vivemos são mais difíceis para os crentes. Quem quer ser santo se vê às voltas com mais desafios de que nossos pais e avós. Será?

Um pastor amigo aceitou Jesus no meio da perseguição católica, no Brasil. Como não quis entregar uma Bíblia de sua propriedade, perdeu sua casa e o emprego. Vivendo sob ameaça. Isso não faz cem anos. Era mais fácil ou mais difícil? Aliás, por se falar em Bíblia, eram caras e inacessíveis para a maioria dos evangélicos de vinte ou trinta anos atrás. Muitos deles não sabiam ler. Os que possuíam a Bíblia por vezes se contentavam em ouvir a leitura pelos demais. Era mais fácil ou mais difícil?

Tenho 42 anos. Aos 12, andávamos a pé quarenta e cinco minutos, por uma trilha com trechos escuros e violentos, para a única igreja da região aonde moramos até hoje. Hoje são vinte e cinco Assembleias de Deus, Convenção Abreu e Lima, duas da Convenção Recife, mais de duas dezenas de outras denominações. Não menos que cinquenta templos de diferentes igrejas. Presumo que 95% dos evangélicos do bairro aonde moro não tenha que andar mais do que dez minutos para chegar à igreja. Está mais fácil ou mais difícil?

Livros para o aprendizado da Bíblia eram artigo raro. Hoje estão mais baratos, acessíveis e em grande profusão. Sobre os mais variados temas e áreas. Os estudos pululam na Internet, mas falta apetite. Era mais fácil ou mais difícil?

Boa parte dos irmãos andava a pé. Em sua maioria agricultores, não havia motos, bicicletas ou carros. Em boa parte das igrejas de hoje se todos os que possuem um automóvel viessem nele à igreja, faltaria vagas no estacionamento. Está mais fácil ou mais difícil?

Os costumes eram mais rígidos. A ignorância rondava. Os pecados eram sumariamente condenados. Os pecadores eram atingidos desde o púlpito de maneira direta e irrecorrível. Era mais fácil ou mais difícil?

Nunca foi fácil ser crente!

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!