Sem categoria

Uma palhinha de hebraico, por falar em casamento bíblico…

A lição da EBD hoje é sobre o casamento bíblico. No texto de Gênesis 2:22 lemos, em hebraico:

Traduzido, basicamente, de duas formas:


E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão (Almeida Revista e Corrigida Fiel)

Com a costela que havia tirado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher e a trouxe a ele (Nova Versão Internacional) 

Aquela palavra destacada é, portanto, o verbo banah, traduzido no sentido de Deus criar algo. Há, pelo menos, duas outras palavras para criar. Uma é bara:

o verbo da criação original a partir unicamente da Palavra divina, como em Gênesis 1:1. Outro é asah:

utilizado para criações a partir do que já existe, no sentido de transformar, como em Gênesis 3:21.

Ora, banah é o verbo usado para construir, especialmente, uma casa. Das 39 ocorrências, somente uma não se aplica diretamente a uma casa, edifício, templo ou palácio. Assim, naqueles tempos primevos, o alvo de Deus já era o lar. Contrariando toda expectativa progressista dos nossos tempos.

BACON, Betty. Estudos na Bíblia Hebraica. Edições Vida Nova, 1ª Edição, 1991.

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!