Uma teoria interessante sobre o nascimento de Jesus

Há muita controvérsia a respeito do ano e mês do nascimento do Senhor, porém, apesar de alguns estudiosos acreditarem que foi no mês de Nissan (março/abril), outros apontam o mês de Tishrei (setembro/outubro).
O embasamento para as teorias do mês e ano do nascimento geralmente se dá pelos fatos históricos, ou seja, ano da morte do rei Herodes, ano do decreto de Cesar Augusto, o fato das ovelhas estarem no campo, etc.
Porém, segundo os que apóiam o mês Tishrei, sustentam que a própria Bíblia pode responder ao questionamento tomando-se por base os 24 turnos dos sacerdotes, conforme 2 Crônicas 24:1-19.
A Bíblia informa que o sacerdote Zacarias era da ordem de Abias: Existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias…” (Lucas 1:5).  A ordem de Abias era a oitava dos 24 turnos: “A sétima a Hacoz, a oitava a Abias.” (1 Crônicas 24:10).
O início da contagem dos turnos se iniciava no primeiro mês do ano: “Este mesmo mês (Abibe) vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano.” (Êxodo 12:2) “Hoje, no mês de Abibe, vós saís.” (Êxodo 13:4).
Logo o 1° e 2° turno iniciava no mês de Abibe (abril de nosso calendário) então o 7° e 8° turno cairia no mês de Tamuz (junho).
Sabe-se que Isabel, esposa de Zacarias concebeu seu filho João por este mês ou no inicio do próximo Av (julho).
Sabe-se também que Maria concebeu por ocasião do 6º mês de gravidez de Isabel:
E, depois daqueles dias, Isabel, sua mulher, concebeu, e por cinco meses se ocultou, dizendo: Assim me fez o Senhor, nos dias em que atentou em mim, para destruir o meu opróbrio entre os homens. E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, A uma virgem desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.” (Lucas 1:24-27).
Deste modo, Maria deve ter engravidado no mês de Tebeth (Dezembro) ou início de Shebat (Janeiro). Nove meses depois Jesus nasce no provável mês de Tishrei, mês de comemoração da Festa dos Tabernáculos:
“E o Verbo se fez carne, e habitou (skenoo) entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.” (João 1:14).
Fonte: http://geracaomaranata.com.br/2015/07/as-festas-judaicas-e-seu-cumprimento-profetico-sucot
Que acham?

Sobre o autor | Website

Insira seu e-mail aqui e receba as atualizações do blog assim que lançadas!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

1 Comentário

  1. Edinaldo disse:

    Ótima abordagem! a tempo venho observando que apesar de termos acesso a tanto material que nos ajudam a chegar mais perto de um denominador mais razoável, muitos não se preocupam em simplesmente aprender sobre Cristo. O que me preocupa é que muitos ficam se degladeando com datas e/ou acontecimentos que são irrelevantes para a fé Cristã. Conheçamos sem causar intrigas, entendamos sem, contudo causar polêmicas destrutivas a fé de outros mais leigos em relação a bíblia. Parabéns pastor, o senhor expois o assunto e deixou que quem ler se decida.