Reflexões Daladier Lima

Uma trama trágica da história

Por ocasião do Dia da Mulher, no próximo domingo, venho trazer a seguinte reflexão:

A história é uma velha matreira (não sei quem disse, mas continua válido). Quando eu postei aqui o primeiro de uma série de artigos favoráveis ao Ministério Feminino, muitas pessoas se levantaram contra. O argumento era, por enquanto, um só: falta de base bíblica. Quando o debate ocorreu no blog do Pastor Altair, adicionaram outro motivo: inovação. Eu defendi o contrário. Aí me chamaram de apóstata, de metido a entendido na Bíblia, de intérprete desviado, apoiador de vaidades, etc e tal. Houve até quem pedisse para retirar seus comentários, pelo único motivo de lhes ser contrário. Deixa pra lá…

Agora a história produz uma reviravolta interessante. Mas é preciso fazer uma digressão para compreendê-la. Vocês sabem que o movimento pentecostal brasileiro é oriundo dos EUA. O derramamento que iniciou na Rua Azuza, replicou-se aqui no Brasil. A Assembléia de Deus é o fruto vistoso deste movimento. Atende naquele país pela tradução direta Assembly Of God. É, portanto, desnecessário dizer que estamos visceralmente ligados aos americanos, basta-nos ler a história. Não é este nosso foco no momento, serve-nos apenas de apoio para compreender o post.

Toda organização que se preze tem seus credos, expresso na seção Cremos dos periódicos. Vez por outra, porém, uma denominação é invocada a se posicionar sobre questionamentos do dia-a-dia. A CGADB, por exemplo, mantém na página oficial, uma secção denominada Nossa Posição Sobre, onde discorre sobre assuntos diversos como aborto, eutanásia, homossexualismo, ministério feminino, etc. É terminantemente contra a ordenação de mulheres ao ministério, como expressa a página, no tópico Ordenação de Mulheres. Isto não é novidade para os leitores do blog.

A Assembly of God também tem sua página, com uma secção onde aborda suas posições sobre temas semelhantes. Em tese, a maioria dos posicionamentos americanos estão alinhados aos nossos, uma das exceções é o tema em apreço. Clicando no link Women, The Role of… in Ministry, com opções de download do texto em inglês e espanhol, podemos ler a posição daquela igreja, que, ressalte-se, no link acima expressa a posição do Conselho Geral das Assembléias de Deus no mundo, que apóia integralmente o Ministério Feminino. Em outras palavras, endossamos a posição mundial. Lembrando que o Pr. José Wellington, foi eleito no triênio 2007-2010, como representante nele do Brasil. Eleição esta realizada em 18 de julho deste ano, na Indonésia.

O problema histórico é o seguinte: Primeiro, a data do documento é 14 a 16 de agosto de 1990. Portanto, dezoito anos atrás (veja como a história é matreira), o Concílio Mundial das Assembléias de Deus, a brasileira inclusa, ratificaram, tendo a Bíblia como verdade absoluta em seu preâmbulo, o Ministério Feminino. Segundo, nomes de peso, do quilate de Stanley Horton, tido como referência crucial da teologia brasileira e amplamente publicado pela CPAD, referendaram o documento. Será que alguém deixaria de publicar seus livros por causa disso?

Para não ser repetitivo, vocês podem baixar o texto em espanhol, pinço aqui a conclusão daquele Conselho, com os devidos destaques. Se vocês quiserem ler as considerações do Conselho será extremamente interessante. As colocações deles fariam pessoas aqui morderem a língua:

Entonces concluimos

Después de evaluar las varias traducciones e interpretaciones de los pasajes bíblicos que se relacionan con el papel de la mujer en la iglesia del primer siglo, y deseando aplicar principios
bíblicos a la práctica contemporánea de la iglesia, nosotros concluimos que no podemos encontrar evidencia convincente de que el ministerio de la mujer está restringido según algún principio sagrado o inmutable.

Estamos conscientes de que el ministerio y liderazgo de las mujeres no son aceptados por algunos individuos, tanto dentro como afuera de la comunidad cristiana. Condenamos todo prejuicio y autopromoción, de parte de hombres y mujeres. No podemos negar la existencia en el mundo de la intolerancia en perjuicio de las mujeres, pero no hay lugar para tal actitud en el cuerpo de Cristo. Reconocemos que las actitudes de la sociedad secular, basadas en antiguas prácticas y tradiciones, han influido en la aplicación de los principios bíblicos a las circunstancias locales.

Deseamos, con sabiduría, respetar y también ayudar a que sean redimidas las culturas que están en desacuerdo con los principios del reino. Como Pablo, afirmamos que la Gran Comisión tiene
prioridad sobre cualquier otra consideración. Tenemos que alcanzar a los hombres y mujeres para Cristo, sin importar sus costumbres culturales o étnicas. El mensaje de redención se ha llevado a lugares remotos del mundo por el ministerio de hombres y mujeres dedicados y llenos del Espíritu.

Los dones y el ungimiento del creyente deben abrir puertas hoy para realizar su ministerio. El ministerio pentecostal no es una profesión al que los hombres y mujeres simplemente aspiran;
siempre tiene que ser un llamado divino, confirmado por el Espíritu con dones especiales. Las Asambleas de Dios ha sido bendecida y seguirá recibiendo bendiciones del ministerio de las hijas dotadas y comisionadas por Dios.Hasta el punto en que estemos convencidos de nuestras distintivos pentecostales – que Dios es el que hace los llamados y quien sobrenaturalmente unge para el ministerio – tenemos que seguir siendo abiertos al uso completo de los dones de las mujeres en el ministerio y liderazgo espiritual.

Al ver los campos blancos para la siega, que no seamos nosotros los culpables de rechazar a uno de los que Dios ha llamado a la siega. Confiemos a estas mujeres de Dios la hoz sagrada, y
con nuestras bendiciones más sinceras empujémoslas a los campos blancos.

A história segue em frente. Dezoito anos… Quem viver, verá!
Leia aqui vários documentos da Assembly of God, referendando o Ministério Feminino

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Agora, o tema volta à pauta de discussões. Foi postado pelo pastor ALTAIR Germano o posionamento do pastor António Gilberto. Ele colocou como sugestão para as Doutrinas das Assembleias de Deus. Estou acompanhando para ver como se dará tal discussão.