Reflexões Daladier Lima

Usos e costumes: o nó assembleiano…

Ai, ai, ai, ai, aaai. Lá vem bronca, meus vinte leitores!

Meu amigo Tiago Bertulino[1], correspondente da CGADB nas congregações Brasil afora, reporta em seu blog a troca de comando da AD no RS. Diz ele:

Na noite de sexta-feira, 29 de maio, após 11 anos à frente da Assembleia de Deus na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, o pastor Ubiratan Batista Job, presidente da Convenção das Assembleias de Deus no Rio Grande do Sul (CIEPADERGS) e 1º vice-presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil foi jubilado e passou a liderança da igreja na capital Gaucha.

Para seu lugar a convenção deu posse ao pastor João Oliveira de Souza que por 07 anos esteve na presidência da Igreja AD com Sede na cidade de Santa Maria (RS); O culto foi dirigido pelo pastor Osvaldo Gomes Ibaldo, 2º vice-presidente da CIEPADERGS.

Pra quem não conhece o Pr. Ubiratan Job é este da foto (pinçada do blog citado):

Pr Ubiratan Job e esposa Eliane Job

Pr Ubiratan Job e esposa Eliane Job

Seria mais uma troca de comando não fora por um detalhe. Vamos à foto do novo presidente e sua esposa (pinçada do blog citado também):

Pr João e Esposa

Pr João e Esposa

Oops! Não viu nada de mais para os “padrões assembleianos”? Então, amplie a foto e analise com cuidado. Vou ajudar… Fui ao Facebook da Igreja em Santa Maria/RS, onde o Pr João atuava, e capturei esta outra foto (maximizei de propósito):

Pr João e Esposa

Pr João e Esposa

Então, amados temos uma esposa de pastor que usa colar (mais conhecido como trancelim, que é um colar mais fino)? Atenção! Nada contra o nobre pastor, muito menos contra sua amada esposa. As fotos são públicas… Não estou querendo crucificar a nobre irmã, muito menos impor uma mudança de comportamento. A minha questão é contra a dissimulação assembleiana. Temos a total ausência de padrões em usos e costumes Norte a Sul, enquanto se impõe um modo de vestir, especialmente, às mulheres, que não condiz com o dia-a-dia de nossos membros.

Quem não lembra de Marina, candidata a presidente da República? Ela é evangelista da Convenção CEADDIF, Brasília/DF! Frequentemente, aparecia com um colar… Procurem suas fotos na web e vão encontrá-la quase sempre com o adereço, além do uso de calças compridas.

Marina Silva

Marina Silva

Relembro aqui o caso que reportei dias atrás, das pastoras que vieram pregar no Congresso de EBD em São Paulo. A foto foi pinçada do perfil do Facebook do nobre comentarista da lição. Clique e amplie, para poder analisar os detalhes, retomaremos a seguir (Destaco que o assunto que estamos desenvolvendo não tem nada a ver com o Pr. José Gonçalves, ele apenas teve a coincidência de estar nesta foto de exemplo e ser o comentarista da lição do trimestre).

Pr José Gonçalves ladeado por Michelle Anthony e Marlene LeFever

Essa Michelle Anthony que vêm acima parece com esta aqui, toda maquiada?

Michelle Anthony

E a Marlene LeFever parece com esta aqui?

Marlene LeFever

São as mesmas pessoas! Mas alguém deu a ideia de descaracterizá-las e elas aceitaram. Se alguém tiver uma explicação razoável… Ou por outra e para poupá-los, coloquem o nome delas no Google e pesquisem suas imagens.

Sabe o mais incrível? Me passou despercebido, à época do post, que Clancy Hayes estava no mesmo evento e ninguém teve a ideia de lhe mandar tirar o cavanhaque!

Clancy Hayes

Clancy Hayes

Retomando…

Até mesmo convenções mais radicais, utilizadas como parâmetro pelo nobre presidente da CGADB em vídeo que circula na web, pena ao ver seus membros terem um padrão no interior e outro na capital. Certo pastor mantinha suas filhas nos EUA e lhes enviava calças compridas, enquanto recomendava às irmãs em sua igreja que usassem saias. Um disparate total! No Sul/Sudeste temos congregações assembleianas cujas mulheres usam calça e adereços que não são permitidos no Nordeste. Seria outra Assembleia de Deus? Qual delas é mais santa? Complicado. Mas a bronca mesmo é saber de ADs aqui no Nordeste mesmo cujas mulheres se trajam assim.

Mas vamos jogar mais lenha na fogueira… Pesquisem aí nas redes sociais como se vestem nossas amadas irmãs quando viajam ou participam de casamentos!? São longos com fendas, modelitos apertados e, por vezes, transparentes, decotes profundos, maquiagem pesada, produção cinematográfica e tudo o mais. Dia desses ouvi uma reclamação de uma irmã, cuja líder dizia: “Não pintem o cabelo”. E pintava! “Não cortem o cabelo muito curto”. E cortava! Olhem os Congressos de Mulheres, cujas senhoras mais idosas estão todas (ou a maioria) com o cabelo preto como as asas da graúna! Você pouco encontra irmãs mais idosas com cabelos brancos. Das duas uma: ou estão pintando ou Deus está dando o milagre do rejuvenescimento. Neste último caso é somente aos cabelos. Rsrsrs! E a pintura já se alastra aos homens. Então, meus vinte leitores, é outro boi que já atravessou a porteira!

Dias atrás a ISTOÉ publicou o seguinte infográfico:

Usos e costumes liberados

Usos e costumes liberados

O que falta? Discussão apropriada do assunto, para que se chegue a um consenso (sei das resoluções não cumpridas da 40ª AGO). E coragem para implementar a decisão. Já passou da hora de resolver esta questão. Essa discussão é como aquela da TV, era pecado, quem fosse pego com uma era disciplinado, obreiros foram preteridos porque tinham TV (se preferia aqueles que diziam que não tinham e as usavam em seus quartos). Resultado: os membros foram se liberando e hoje o uso é generalizado! Inclusive as igrejas que vociferavam contra o aparelho fazem questão de ter um programa televisivo, como mostra a reportagem.

Dia desses uma irmã postou uma foto de sua roupa de academia e perguntou em seu Face: “Está inadequado ou não? Porque umas pessoas passaram por mim, dei a paz e não responderam! Outras me disseram: Não respondi porque não sabia se você ainda era crente!” Quantos pais não se vêem em debate quando uma filha precisa de usar calça comprida para ir à escola ou universidade?

Aos mais desavisados… não estou debatendo pessoas. Por mim, a irmã se veste e usa o colar que quiser. Eu sou assembleiano do tempo que não podia ver TV, praticar esporte, usar jóias… E ainda observo muitas destas coisas. Colateralmente, porém, temos que trabalhar com exemplos reais. É lá que a vida acontece e as coisas estão mudando rapidamente em nossas igrejas. Perdoem-me ser objetivo: temos ou não de debater a questão?

[1]Blog do Tiago Bertulino

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

44 Comentários

  1. Jacson disse:

    Lamento ainda termos de discutir questões culturais em pleno 2015. Enquanto isso muitos casamentos se perdendo, jovens caindo em prostituição, fornicação, casamentos mal estruturados, porque a igreja esquece de ensinar a verdadeira doutrina da santidade e se apega demais em usos e costumes. Também acho que deve haver decência nas nossas igrejas. Inclusive acho as calças femininas da irmã Marina Silva muito mais adequada que as saias de muitas “irmazinhas” que vão ao culto pra sensualizar. Abraço na paz de Cristo.

  2. Daise disse:

    Se você pensa tudo isso, imagina eu que sou designer de moda e crente da assembléia desde criança, rssss..
    https://www.facebook.com/daise.daiane.90

  3. Antonia Leite disse:

    Muito interessante sua colocações Daladier, está na hora de nossos líderes se posicionar de maneira inteligente e coerente, mas ficar essas críticas que não constroem nada, eu uso calça, batom, anéis, pinto o cabelo de preto, e qual a diferença de pintar o cabelo de loiro, uma pulseira, entre outros apetrechos? Muita mediocridade, e essas pessoas muitas vezes não sabem o verdadeiro sentido do Cristianismo, olhando o argueiro do olho da irmã e esquecendo sua traves. Respeito se meu pastor presidente que é o seu pastor também, chegar e definir o que deve e o que não deve, mesmo sabendo que não haverá obediência de forma integral ou muitas pessoas passarem a servir a Deus numa instituição de outros costumes. o que me aborrece não é usar ou deixar de usar e sim a hipocrisia, pobreza em discursos, falta de conhecimento bíblico. Nossas igrejas lotadas de crentes e quase vazias de Cristãos. Nasci no evangelho e tive minha experiência pessoal com Cristo aos nove anos de idade, mas nunca tive acesso ao estatuto da nossa igreja, será que lá contém essas questão de costumes ou foi uma questão tipo mito que foi passando verbalmente de pai para filho, de membros antigos aos novos convertidos? Sabe que tenho essa curiosidade…. Tenho amigos pastores, estudei na Fateadal com pastores, já solicitei para conhecimento, mas até hoje nada.
    Sempre gostei de seus discursos e esse não deixa de ser tão interessante quanto os demais. Deixando bem claro eu sou das muitas irmãs de nossa igreja que uso calça para trabalhar e ir a universidade por opção. Deus te abençoe meu querido e continue te usando. Somos seres de possibilidades, é preciso problematizar sim essas questões que também nos traz afetos.
    Antonia Leite.

  4. Apesar de ser um pouco anacrônico aos costumes hodiernos, não vejo muitos problemas em relação a indumentária.

  5. No ano passado cheguei ao limite sobre isso, quando em um determinado culto convidei uma irma do nosso próprio campo para pregar em uma congregação que sou responsável. E o convite eu fiz simplesmente por uma recomendação que me deram de que tal irmã pregava fielmente a Palavra de Deus. Na noite do culto veio a decepção. Não sei se por falta de mensagem ou por pura ingnorância, a dita irmã forçou o alguns textos chegando ao absurdo de dizer que usar maquiagens, brincos, joias etc levariam as pessoas para o inferno. Ela fez um verdadeiro terror ao ponto de crianças sairem do culto chorando. O resultado disso foi que no mesmo dia eu falei para minha esposa nascida em berço assembleiano que no outro dia ela deveria furara suas orelhas e colocar brincos, o que a mesma aceitou de bom grado. Nos cultos seguintes fui ensinando a correta diferença entre doutrina e usos e costumes, desfazendo os erros daquela pregadora à luz da Palavra de Deus, bem como liberei o uso na congregação para de brincos, joias, calças para quem quisesse. Mas, tudo com o devido pudor é claro.

  6. Ana Rejane disse:

    Pois eh! Muito bem colocado!
    Qual a diferença entre anel e pulseira?
    Pq anel pode,pulseira não!
    mas pode usar um broche com 500 pedrinhas. ..
    Não pode pintar de loiro mas de preto pode?
    Não pode usar sem manga,mas pode saia no joelho q deixa as pernas a mostra. ..confuso…

  7. Gladys Lopes disse:

    Também sou do seu tempo Daladier, que não se usava calça, maquiagem, colar, brincos. Acho que tudo deve ser com ordem e decência, o que se percebe muitas vezes é o exagero, maquiagem que parece mais com uma mascara de carnaval, calças super justas , micro saias, unhas pretas, vermelhas. Acho que a igreja tem que se posicionar, e há uma diferença grande entre a igreja de hoje e a de antigamente, com todas as proibições ainda sinto saudades daqueles tempos!!!!!

  8. alex disse:

    O que aconteceu que jubilaram o pastor presidente da convenção semana passada? seria algum desconforto quanto aos costumes de não se prostituir?

  9. Michael Evangelista disse:

    Boa postagem! Quando o assunto são os usos e costumes, o santo arraial assembleiano estremece e as contradições aparecem.
    Acredito que existem assuntos que deveriam ser esclarecidos para os membros, como: o uso de barba, pois reprovam tal uso, mas permitem que obreiros usem bigodes, sem falar das proibições do uso de pendentes, entretanto, broches e adornos nos cabelos podem. Apesar de jovem, cresci em uma assembleia ultraconservadora, que não permitia o uso de TV e, por sua vez, disciplinava quem procurava mantê-la em casa.
    Lembro-me de uma festividade de jovens, na qual queríamos usar calça jeans e camisa com versículo bíblico, pois o custo era menor, no entanto, ouvimos retaliações fortes do pastor responsável pelo campo, pois, segundo ele, deveríamos usar terno e gravata que é a indumentária do crente assembleiano.
    É interessante observar que inúmeras vezes alguns assuntos não são debatidos com os crentes e, muito menos, expostos nas AGO´s e Convenções Gerais, contudo, são impostos ferrenhamente por alguns pastores que acreditam piamente liderar a Assembleia de Deus verdadeira. Não sou contra os usos e costumes, mas sou a favor da coerência e equilíbrio.

    Michael Evangelista.

  10. Abraão disse:

    Uma das grandes dificuldades no que concerne aos usos e costumes é que a mudança brusca pode causar alguns danos aos membros mais antigos e imaturos, chamados por Paulo de “fracos na fé”. É algo que deve ser objeto de muito cuidado a fim de não causar benefícios unilateral.

  11. Leandro Santana disse:

    Parabéns !!! Belíssimo texto.
    Essas questão de usos e costumes é um tema que a cada dia que passa tem se tornado mais ainda em evidencia devido a grandes mudança que a sociedade vem passando e isso incluir os cristão. A questão é que” NO É A VIDA MAIOR QUE AS VESTES” ? . Certa vez em conversa com um irmão e amigo discutíamos a respeito deste assunto, onde ele falava que irmão andava assim e a irmã andava assado, eu o perguntei e a vida desta pessoa como é ? ele como cristão vc já o viu fazer algo que venha a envergonhar o evangelho ? ele não soube responder. Ai eu disse a o nobre irmão : Estamos já tão acostumados a criticar e colocar defeitos em roupas de nossos irmão que esquecemos que tem muitos bem vestidos em adultérios, muitos praticando e vivendo uma vida de pecado e já estamos tão acostumados que muitas das vezes nem ligamos e nem alertamos sobre tal erro. Eu acredito que Deus tem um mistério na vida de cada um, pois a um ele pode dizer não corte o cabelo ou não pinte a unha e a outro não e isso não vai influencia em nada em sua vida espiritual, se o espirito santo habita em nos ele há de nos dizer quando estamos fazendo algo que não agrada a Deus. Agora tudo tem que ser com ordem e decência e muita coerência com a palavra.

  12. Jussara Furquim disse:

    Eu fico pensando: A santidade individual ou da igreja dependem das mulheres?????? Afina a quem pertence o corpo da mulher? Ja estudaram a historia para saber pq paulo escreveu aquele versiculo??

    C

  13. SERGIO NASCIMENTO disse:

    Em primeiro lugar devemos analisar o que Jesus faria nestas situações?
    Em segundo lugar nós somos ou não pecadores?
    Quantas horas por dia você ora pelo seu irmão que muitas vezes você crítica?
    Responda estas três perguntas e depois você terá a resposta para o resto.

  14. Daladier Lima disse:

    Prezado, Sérgio Nascimento, vamos nos ater aos fatos? Que tal você analisar o conteúdo do post? O que tem a ver oração com as informações apresentadas. Um pouco de raciocínio não faz mal a ninguém… Ok?

    Abração!

  15. Só lamento os exageros nos costumes modernos da mulher assembleiana.

  16. Vera Ferraz disse:

    Concordo com aqueles que pensam como eu, de que adianta tanta exigências de pode isso não pode aquilo, pelo Amor de Deus, isso é coisa de homens. Eles fazem as mulheres carregarem um fardo que não é de Jesus. O Nosso Senhor é leve ele jamais seria um fardo de nós fazer não poder de vestir de acordo e com prudência. Ele não iria exigir que não pudéssemos usar um brinco, um anel, pois nossa salvação não depende disso.

  17. Patricia Oliveira disse:

    A palavra nos diz que Deus é o mesmo ontem, hoje e será eternamente…. E diferentemente do que citaram aqui viver a palavra e os mandamentos de Jesus para quem é NASCIDO DE NOVO não é e nunca será fardo, por isso tenho convicçao de que naquele tempo onde as irmãs andavam decentemente se vestiam para agradar a Deus e não a si mesmas os cultos eram totalmente diferentes de hoje. O problema é que as pessoas querem viver conforme suas próprias concupisciencias, tendo uma vida morna, no qual o próprio Deus diz que vai vomitar por ter nojo. E é exatamente isso que sinto quando vejo uma mulher igual ou pior as mundanas usando púlpito para ministrar, mulher de Deus é diferente do mundo tanto INTERIORMENTE quanto EXTERIORMENTE. Sabe qual o problema? É que hoje as pessoas não amam e nem zelam pela palavra, mas apenas querem satisfazer suas inclinações e viver de acordo com essa sociedade corrompida e dirigida por satanás. Mas para esses que se iludem com tudo isso, a resposta será no dia do Senhor, onde o acerto será individual.

  18. Niviane Silva disse:

    Usos e costumes. O nome já diz tudo, pode-se desacostumar com usos passados e acostumar-se com novos usos. Simples assim, já a doutrina não muda é a mesma desde a antiguidade e será a mesma até na eternidade.

  19. Angélica disse:

    A palavra de Deus é uma só. Estamos vivendo os ultimos dias e a palavra de Deus esta se cumprindo. É só vaidades dentro das igrejas a Assembléia é mais escancarada, mas Deus é Amor e mtas outras igrejas que eram igrejas primitivas estão assim. Triste mas muitos que hoje andam assim conheceram a verdade. Mas a salvaçao é individual e as pessoas preferem amar as coisas do mundo do que as coisas santas de Deus. E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.

  20. PR. Luciano Martins disse:

    Somente para reflexão: em viagens por vários estados do Brasil, vejo crentes de igrejas como a Quadrangular, o Brasil para Cristo e comunidades em geral viverem bem animados e pelo menos visualmente avivados, da maneira que eles andam em seus usos e costumes.Agora alguém me explique pq no contexto das Assembléias de Deus, quando mais liberal se torna a igreja, mais frios e indiferentes os crentes se tornam? E nas congregações menores e mais interioranas vemos no povo os sinais bíblicos da igreja apostólica acompanhados da simplicidade e temor no vestir..Oque é isso senão Deus dizendo..voltem seus olhares para o passado!! Ignorem alguns extremismos que de maneira equivocada ocorreram em algumas igrejas do passado..mas voltem a simplicidade, verdade e pudor..

  21. Israel Duarte Fernandes disse:

    Graça e paz do Senhor Jesus. Sabem qual o problema disso tudo? É este: Muitos líderes pentecostais deixaram do viver pleno da santidade(espírito e alma)interior e (corpo) santidade exterior. E isso acabou afetando outros.Não devemos negar que muitos irmãos e irmãs não se vestem com o pudor exigido nas Escrituras, porém, Deus os usa. Eles não andam em adultério. Se portam adequadamente nesse sentido. Mas não estão vivendo o evangelho pleno do Senhor Jesus que seu discípulo ensinou: ”…SEDE SANTOS EM TODA(CORPO,ALMA,ESPÍRITO,NO TRATO,NOJEITO,NO VESTIR ADEQUADAMENTE E SEM ADORNOS ESTERIORES COMO SARA,MULHER DE ABRAÃO) VOSSA MANEIRA DE VIVER 1Pe1.15. É verdade que muitos dão bom testemunho exterior,mas o interior é cheio de ossos de mortos,de rapina e intemperança. É VERDADE ISSO. Mas nós temos que olhar para Jesus e Sua Palavra que não vai mudar. Tinha muito que vos escrever usando passagens do Antigo Testamento,mas deixo-vos isso para reflexão e também,como disse Pedro, que as mulheres antigas que esperavam em Deus NÃO USAVAM JÓIAS, pois o antigo testamento diz que muitas judias crentes usavam para irem atrás de namorados, pois não sabiam esperar em Deus. Por isso,amados irmão, vamos cuidar da nossa salvação. Vamos ser santos em tudo para que aquele dia não nos pegue de improviso. Como serão nossas vestes lá no céu? Aqui no Brasil os homens usam calça. Em Israel, vestidos. Mas eu me refiro ao pudor e a modéstia. Deus abençoe a todos. Paz do senhor Jesus.

  22. sebastiao meireles da silva disse:

    Meus queridos, cuidados com o selo demasiado chamado de usos e costumes, la no ceu, so entra salvo, e de toda parte do mundo, e como fica o uso e costumes nos muitisimo lugares deste mundo maravilhosos que Deus nós Deus.

  23. Adilson disse:

    Prezado comentarista, entendi o seu ponto de vista sobre a padronização dos costumes assembleianos, mas na nossa igreja não há unidade nesse assunto, aqui em Minas Gerais fazem três anos que foi liberado o costume e muitos crentes ficam brigando até hoje dizendo que o mundo entrou na igreja, parecem que não leram na bíblia o parecer de tiago, no concílio de Jerusalém ” que vos abstenhais da prostituição, dos idolos e guardar da corrupção do mundo.

  24. Patrícia disse:

    Acredito no bom senso, podemos usar “isto ou aquilo”, desde que não envergonhemos o nosso Deus.
    “Tudo me é permitido”, mas nem tudo convém. “Tudo me é permitido”, mas eu não deixarei que nada domine.
    … O corpo, porém, não é para a imoralidade, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo.”
    1 Coríntios 6:12,13

  25. A Mula disse:

    O que tem o colar e o par de calças da Marina? Ass.de Deus hoje assumiu o papel dos fariseus. Madureira maçon e podre, com igrejas que parecem empresa, apoiando e se sujando com Eduardo Cunha. Pastores que roubam prefeituras, que criam palanques e negócios na igreja. Pelo amor de Deus, cresce, senão Deus cuspirá vocês pela boca.

  26. A Mula disse:

    A religiosidade mata e destrói. Comentários como esses são ultrajantes e Deus não está nisso. Deus quer alcançar almas, transformação, santidade, pureza, ética, exemplo. Olhe os frutos da Marina Silva e julgue. Sobre as fotos, parecem um bando de políticos com presente na mão, típico dos cultos assembleianos, que mais parece clube..e a palavra fica por último. Igreja é comunhão, mas não é clube, não deveria ter classes. Mas Jesus sabendo que aqui teria isso já antecipou: Os primeiros neste reino serão os últimos no reino de Deus.

  27. Daladier Lima disse:

    Prezado Pedro Góes,

    O post não faz juízo de valor de Marina ou qualquer outra pessoa. Evidencia apenas as discrepâncias assembleianas Brasil afora. Cresçamos juntos!

    Abração!

  28. transparencia disse:

    irmã antonia leite se você é da assembleia de deus-pernambuco e quer o estatuto da mesma me envie o seu email e eu lhe mandarei o estatuto da igreja ,já lhe comunico que no estatuto não fala diretamente de que tipo de roupa se pose ou não usar,mas ensina que a direção da igreja não poderá tomar nenhuma decisão se antes a assembleia geral(os membros da igreja)aceitarem, maas tudo é decidido através da ditadura.

  29. Paz do Senhor, irmão Daladier.
    O “nó” em apreço já me causou (e ainda causa) bastante desconforto. Sou descendente (paterno) de uma família ministerial batista [de costumes assembleianos], mas fui criado na Igreja Batista Nacional (que reúne minha família materna), igreja mais “liberal” quanto aos usos e costumes. Há dois anos, por apreço à Assembleia de Deus e discordâncias pessoais, decidi mudar para esta igreja, decisão que meu irmão mais novo voluntariamente seguiu. Resultado: somos dois jovens assembleianos numa família inteira de batistas. Vez ou outra, meu abandono às bermudas e às baladas gospel tradicionais de algumas festas são questionados. Para resumir, decidi optar pela visão do Evangelho da Cruz: tenho pregado e vivido pelo mesmo Céu que os meus parentes e irmãos de outras denominações, encarando usos e costumes como identidade. Decidi defender a tese de que o Reino de Deus é imenso, abrangendo liturgias, tradições, indumentárias e teologias diferentes. Kleber (meu irmão) e eu permanecemos na AD, sem debates infrutíferos, vivendo o Evangelho. Abraços!

  30. Daladier Lima disse:

    Prezado Thiago,

    Esse é um grande dilema. Mas prossigamos para o alvo que é Cristo!

    Abração!

  31. Miqueas Cipriano disse:

    Graça e Paz Amados!
    Essa temática me faz rir por um momento e por outro me causa constrangimentos dos mais viscerais possíveis. É que a muito tempo, com a chegada da energia elétrica, internet e a expansão de tudo importar o que informação. Nossa casa, ou seja, nossa Assembléia de Deus “as que se vinculam a CGADB” não possuem unidade doutrinária. Eu sempre fui rotulado de um rebelde sem causa, apesar de não me com tais rótulos que me afastam do jugo leve e suave do Mestre. Muitos de nossos irmãos na fé, possuem uma crendice alicerçada nas fotos em preto e branco de “Berg e Vingren” e se assemelham aos religiosos gurus de seitas milenares. A religiosidade é tão rude que a semana passada fui repreendido por um certo Pastor na rua enquanto conversava com outros colega, o motivo,(Rssss) o cumprimentei com “A paz do Senhor meu Amado (……………………..), ele me deu uma lição de moral na frente de todos por que não o cumprimentei chamando-o de Pastor. Em nome de suas cães e por respeito, ou melhor, por pena, fiquei calado. Em casa, conversando com minha esposa eu disse em alto e bom som:
    No arrebatamento ou se Jesus me vinher buscar antes, Ele que não me chame pelo nome de Miqueas Cipriano Mendes, não vou aceitar essa desfeita!!! Tenho uma posição eclesiástica e devo ser chamado pela tal função!
    Êita evangelho barateado, por adereços e liturgias do tipo:
    1º Cante 02 hinos da Harpa;
    2º Dê oportunidade aos orgãos com seus playbacks deprimentes;
    3º Consulte o relogio se for 19:58 faça a leitura ou mande alguém fazer;
    4º 20:10 é o segundo tempo, os órgãos cantaram seu segundo hino;
    5º A hora mais importante “unh” 20:45 hora da palavra!!!!
    6º 09:10 Ore e ministre a benção dos Apóstolos!
    O resultado dessa liturgia toda é um povo sem conhecimento e se asfixiando com um mosquito e engolindo um rinoceronte! Ninguém examina as escrituras pois o que na verdade importa é o exterior, estamos na era das aparências, somos a Igreja de Sarde!!! Mas tudo bem, acredito que no Reino Milenial essa tópica de usos e costumes se resolva na Assembleia de Deus ou quem sabe na Igreja Pentecostal Deus é Amor!

  32. CLAUDEMIR CARDOSO disse:

    partimos do principio,da “PALAVRA DE DEUS”,regra de fé e conduta para todo salvo. Romanos 14:22; “…BEM AVENTURADO AQUELE QUE NÃO SE CONDENA NAQUILO QUE APROVA”.Na grande convenção da em santo andré,em 1975 ficou aprovado pelos santos homens de Deus que lá se reuniram o seguinte:
    Queremos uma igreja que restaure os princípios da Assembléia de Deus. Uma igreja onde os princípios que marcaram a fundação da Assembléia de Deus estejam presentes. Por isto o nome Ministério Restauração. E este Ministério, este trabalho de Deus, ele buscará a unidade espiritual para que dentro da mesma igreja não haja duas igrejas, mas que somente uma igreja servindo o nome do Senhor Jesus Cristo.

    MODUS VIVENDI
    DO CRISTÃO RESOLUÇÃO
    DE SANTO ANDRÉ

    Em 1975, na cidade de Santo André, SP, a Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, pela primeira e única vez na sua história, deliberou sobre o “modus vivendi” do cristão, nos seguintes termos: “E ser-me-eis santos, porque eu, o Senhor, sou santo, e separei-vos dos povos, para serdes meus”, Lv 20.26.
    “A 22ª Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, reunidas na cidade de Santo André, Estado de São Paulo, reafirma o seu ponto de vista no tocante aos sadios princípios estabelecidos como doutrina na Palavra de Deus”. A Bíblia Sagrada – e conservados como costumes desde o início desta Obra no Brasil – ela, a Convenção Geral, imbuída sempre dos mais altos propósitos, deliberou pela votação unânime dos delegados das igrejas da mesma fé e ordem, em nosso País, que as mesmas igrejas se abstenham do seguinte:

    1)Uso de cabelos crescidos, pelos membros do sexo masculinos;

    2)Uso de traje masculino, por parte dos membros ou congregados, do sexo feminino;

    3)Uso de pinturas nos olhos, unhas e outros órgãos da face;

    4)Corte de cabelos, por parte das irmãs (membros ou congregados);

    5)Sobrancelhas alteradas;

    6)Uso de mini-saias e outras roupas contrárias ao bom testemunho da vida cristã;

    7)Uso de aparelho de televisão – convidando abster-se, tendo em vista a má qualidade da maioria dos seus programas; abstenção essa, que se justifica, inclusive, por conduzir a eventuais problemas de saúde;

    8)Uso de bebidas alcoólicas; (Publicado no Mensageiro da Paz de abril de 1989, pág.

    SE ALGUEM PODER ME DAR UMA RESPOSTA CONVINCENTE E COM RESPALDO BÍBLICO,AGUARDO.
    OBRIGADO.

  33. Sueli Francisco disse:

    Amados Jesus esta voltamdo e vai levar um povo zeloso de boas obras e digo sem santidade ninguem vera a Deus e necessario fazer a diferenca vivemos neste mundo mas somos peregrinos o ceu nos espera faca a diferenca

  34. Daladier Lima disse:

    Prezado, não é possível mais cumprir em seu todo tal resolução. O que devemos fazer é enfatizar a necessidade de uma vida consagrada e que participe ativamente da Obra do Senhor. Detalhe 1: a quebra dos paradigmas desta resolução partiu das próprias esposas de pastores. Detalhe 2: A CGADB nunca emitiu uma frase sobre a Internet, que tem sido uma desgraça na vida de muitas pessoas, pois é um bilhão de vezes pior que a TV.

    Temos que aprender a conviver com a realidade, com equilíbrio e santidade.

    Abração!

  35. claudemir cardoso disse:

    Meu querido,a questão é que o povo não tem mais parametros,infelizmente nossa geração é uma geração influenciada por pseudo-lideres e não mais pelos parametros biblicos,e no que tange a televisão e internet,a biblia nos recomenda,que venhamos mortificar (matar),a natureza humana e não doma-lá,consequencia disto,é a deteriorização Espiritual e concequentemente moral etc…

  36. Daladier Lima disse:

    O problema, prezado Claudemir, é que enquanto estivemos cuidando da embalagem o conteúdo se perdia. O correto seria cuidar dos dois, o que está difícil hoje em dia. E ainda tem outra: “Faça o que eu mando e não o que faço”. Conheço um líder de envergadura nacional que recomendava (e ainda recomenda) às irmãs que não usem calças compridas, enquanto as enviava para sua filha que estudava nos EUA. Aí, não dá!

  37. Sebastiao Meireles da Silva disse:

    Sou pastor Sebastiao Meireles da Silva,
    em relação uso e custumes o maior poblemas que os crente estão caregando hoje esta em suas propria lingua e olhos, fica vendo erro por todo o lado esquecendo de fazer a obra de cristo, que é pregar o evangelio de jesus. O que nós precisamos mesmo é de limpar nossos proprio olhos e ver o caminho. Tem pastores que são exteriomente tão santos, mas no seu pulbito tem outro cheio de pecados e não pecadinho se é que existe, porque pecado é pecado mesmo.

  38. r.c.maia disse:

    o problema é o seguinte voce encontra uma irmã vestida com calça comprida agarrada no corpo como sempre gostam de usar,com um volume que na aparencia o povão chama de “capô de fusca ´´ou “pata de camelo´´pinturas no rosto com aparencia dos que não seguem o evangelho de cristo,realmente voce não sabe se é cristã ou não, igualmente tambem os homens querendo paracer mister musculo para se mostrarem para os outros, não para se mostrar a Deus com trajes de modestia.oque não quer dizer que tenham que ser maltrapilhos,nós podemos nos vestirmos modestamente mesmo sem mostrar-mos sensualidade. que é o que o mundo parece ter prazer em mostrar.pergunta onde na biblica Deus ordena ou pede para seu povo mostrar sensualidade? 1pd : 11Queridos amigos, lembrem que vocês são estrangeiros de passagem por este mundo. Peço, portanto, que evitem as paixões carnais que estão sempre em guerra contra a alma. 1pd 3:33Não procure ficar bonita usando enfeites, penteados exagerados, joias ou vestidos caros. 4Pelo contrário, a beleza de você deve estar no coração, pois ela não se perde; ela é a beleza de um espírito calmo e delicado, que tem muito valor para Deus. 5Porque era assim que costumavam se enfeitar as mulheres do passado, as mulheres que eram dedicadas a Deus e que punham a sua esperança. nele pensem nisso

  39. ESTAMOS VIVENTO DIAS PROFÉTICOS……ONDE HA MAIS JOIO DO QUE TRIGO…….HÁ MESTRES DOUTORES PROFETAS…PATORES PRA TODO GOSTO…………..TUDO COMO ESTÁ
    PREVISTO NAS ESCRITURAS………….FALAR DE SANTIDADE SEM FALAR DE USOS E COSTUMES É IMPOSSÍVEL………TODOS QUEREM SERVIR A DEUS DA MANEIRA QUE LHES CONVÉM AÍ ESTA O MOTIVO DO CRESCIMENTO GOSPEL NO BRASIL…………JESUS VIRÁ EM BREVE SOMENTE QUEM PERSEVERAR ATÉ O FIM SERÁ SALVO……..O FERMENTO QUE A MULHER ESCONDEU EM TRES MEDIDAS DE FARINHA JA LEVEDOU TODA A MASSA…………..HOJE É ASSIM MAIS JOIO DO QUE TRIGO…………….

  40. Mriam C de oliveira disse:

    Acho um homem crente ou até mesmo obreiro mundano quando usa cavanhaque, fui afastada no passado e as mulheres do mundo diziam que homem de cavanhaque tinha cara de homem que não presta e que só mulher safada gostava.

  41. Elias Tabosa disse:

    Muito bom o debate, eu penso assim se estou numa denominação que Não mim permite usar tais adereços então tenho que obedecer aos usos costumes da denominação que faço parte, é bom salientar uma coisa se eu falo que não deve usar e uso só mais do quer fariseu.

  42. Vania Lúcia disse:

    Atualmente os crentes temem mais o termo ” usos e costumes ” do que o pecado e não se atentam que devemos ter a orientação bíblica de santidade e modéstia no trajar.
    Somos renovados no Evangelho e dele não podemos nos desviar, atualmente, alguns cristãos assembleianos não são mais diferentes do mundano, infelizmente , quando nos trajamos inadequadamente, principalmente às mulheres, dando causa a comentários como um que recentemente ouvi de um taxista: ” As mulheres da Assembleia usam saias longas e justas e ou as saias são no joelho mas quando cruzam as pernas se vê tudo o mais…” .
    Acho que a doutrina é parte do que esquecemos, que faz parte da doutrina do Evangelho, que Jesus nos separou para sermos diferentes e esta diferença se faz presente em nosso trajar e em nosso expressar corporal. Nosso comportamento perante o mundo deve ser diferente. Seguir a moda também é vaidade. Usar adereços, qual diferença entre um brinco e uma orelha com 5 brincos? Ou um alargador? Porque saia em culto e calça fora? É meio falso, duas facetas…
    Outro dia uma irmã disse que tinge o cabelo porque seu esposo não é crente e para que não se interesse por outra do mundo. Se assim fosse , não haveria adultério entre os mundanos. kkk. Sempre ouvimos justificativas. Vejo mais diferenças nas mulheres de outras denominações do que nas Assembleianas. Não quero condenar ninguém. Mas sinto que há uma divisão na Assembleia sobre trajes femininos. Sem convicção do que é adequado. Creio que cabe aos pastores não serem omissos e se posicionarem pois são eles que responderão por suas ovelhas . Também não acho que justifica sermos ornamentadas como as mulheres do antigo testamento até porque nosso Mestre Espiritual é Jesus Cristo e ele era modesto e humilde. Jesus disse muitos são chamados , mas poucos escolhidos. Mt 22,14

  43. Valdinei Pereira da Silva disse:

    Meu background: nascido e crescido na Assembleia de Deus, filho de pastor.
    O que VC observou no comportamento duplo de muitas pessoas, mais a permissão dos pastores do tipo: pode usar calça comprida no trabalho e na escola, mas na “igreja” não, é um verdadeiro incentivo à hipocrisia. Crente de duas caras. A igreja e o templo somos nós e não um prédio físico. Se somos a habitação de Deus, não podemos ter duas maneiras diferentes de nos vestir. É lamentável que ainda se perca tempo com assuntos tão banais, em vez de ensinar os crentes a verdadeira palavra: Cristo, o verdadeiro alimento. Quanta cegueira, proíbem as irmãs de usarem calça comprida, e estas usam vestidos e saias sensuais, levando os irmãos a pecarem. O pior, pastores decidindo o que é é o que não é pecado. Que o Senhor possa abrir os olhos do seu povo.
    Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

  44. Daniel Marinho Feijó Gaspar disse:

    Antigamente era pecado por vaidade, hoje já é visto como usos e costumes. Aprendemos que não passa de costumes, porém todos representam a identidade da igreja assembleiana, esta identidade esta sendo perdida, devido alguns acharem que podem exagerar, é como beber, se liberar exageram. Acredito que o uso de vestimenta social, maquiagem sem exagero são aceitáveis, pois tudo tem que ter ordem e decência. O principal erro, é a pessoa querer se aparecer e ser melhor e maior, com seu modo de ser e vestir, isto não pode, quem quer chamar atenção é palhaço. Acredito que a ordem e decência, existe em cada um, e a pessoa sabe quando exagera. A identidade Assembleiana ainda é a simplicidade e humildade. Crente Moderno procure igreja moderna e não queira se aparecer aqui.