Estudos Reflexões Daladier Lima

Você tem influenciado seu filho a ler a Bíblia?

Prezados 40 leitores, entre os grandes problemas que afetam os brasileiros está a prática da leitura. Nosso povo lê pouco e poucos livros. Há ainda dois problemas adicionais: o analfabetismo e o analfabetismo funcional. Este último ocorre quando as pessoas não conseguem compreender o que leem. Os evangélicos estão inseridos neste contexto, embora com algumas melhoras.

O Instituto Pró-Livro revelou que 56% dos brasileiros têm hábito de ler e que o livro mais lido é a Bíblia, que chega a 42% dos pesquisados. Mas não nos enganemos, o livro sagrado é lido apenas ocasionalmente. Há poucos membros de igrejas que já o leram totalmente ou um dos testamentos. Geralmente, a leitura se resume a versículos isolados ou com os quais o leitor em geral está familiarizado. Até mesmo nas igrejas a Bíblia é pouco lida (e explicada). Na maioria das vezes a leitura oficial, que é um evento recorrente em todos os cultos, se resume a dois ou três versículos.

Com o advento das redes sociais o problema se avolumou. Os usuários, via de regra, se habituaram a gastar seu tempo lendo frases curtas, imagens de duplo sentido e pequenas inserções textuais. Os textões não captam a atenção, sendo lidos por pouca gente.

Outra constatação do estudo é que a mãe e o professor são os dois principais influenciadores da leitura. E aí chegamos à pergunta chave de nosso post: Você tem influenciado seus filhos a ler? Conheço mães e pais de filhos com um bom grau de estudo formal que não levam seus filhos à EBD. Muitos deles não possuem sequer uma Bíblia, embora possuam um celular de última geração. É uma triste contradição. Queremos filhos médicos, engenheiros, administradores, enfim, bem sucedidos profissionalmente, mas será que estamos tomando as precauções para seu sucesso espiritual? Acredito que esse é o tipo de debate que não tem cor denominacional.

O resultado da omissão dos pais são filhos analfabetos em Bíblia! E não são poucos! Quando a este problema se somam os inúmeros líderes que nunca leem suas Bíblias, as leem mas não explicam ou não entendem, temos uma explosão de ignorância!

A propósito: você já leu sua Bíblia hoje!? Quando começa seu plano de leitura? As férias estão aí e são um momento para isso.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

6 Comentários

  1. Miqueas Cipriano disse:

    Graça e Paz, Queridos!
    Meu Pastor mas uma vez uma importante abordagem no blog. Meu pensamento a respeito dessa temática é o seguinte. Como influenciar os filhos se nós enquanto pais não lemos? Agente tem até a compulsividade de colecionar Bíblias de Estudos para ostentar-mos a cada culto que vamos, mas, lêr é sacrificante. Muitas vezes baixamos cinco ou mais versões em nossos celulares, iphones e tablets para servir de alibi para não levarmos o livro ao templo. Agente não ler mesmo!!! Seria bom que a SBB, CPAD e demais editoras nas próximas edições colocassem um like, a fim de, que agente adotasse o sistema do facebook, onde se curte uma postagem sem ler. Deixando o senso critico de lado, minha filha hoje com quatro anos, ainda não ler, mas me encanto quando a mesma abre a Bíblia e começa a contar historinhas bíblicas. Tal comportamento me faz dizer que semear vale a pena!

  2. Eduardo Juvenal da Silva disse:

    Li, comentei e compartilhei nas redes sociais. Um assunto atual e urgente. Que sejamos, todos, leitores apaixonados a praticantes das Sagradas Escrituras.

  3. Angeline Brandão disse:

    A paz!
    Muito bom post!
    A criança aprende o que vivência e o que é atrativo e empolgante… Já ouvi relatos de uma mãe que marcou um horário para o filho ler a bíblia, como se fosse um tarefa de casa…até ai, muitos diriam que nada demais, até uma boa ideia. Mais o caso é mais complicado a criança tem cerca de 9 anos e encara pelo o que eu pude perceber como um castigo diário tal momento.uma lástima, pois essa mãe, ao invés de está ajudando, pode fazer com que essa criança tenha um suposto trauma para toda vida. Por isso, a empolgação, o despertar a curiosidade da criança, o exemplo de ler próximo dela…tudo isso dará sem dúvida um resultado magnífico na vida espiritual e cognitiva da mesma.
    Parabéns Pr. Pelo Blog!
    Sempre aprendo muito!

  4. Muitoooo Bomm o artigo, aprendi MUITO, e concerteza vou começar a seguir o site de vocês. Parabens !!!

  5. César disse:

    Parabéns pela iniciativa, esse artigo ajudará muitas pessoas.

  6. Théo disse:

    Ótimo artigo, sem dúvidas ajudará muita gente.
    Parabéns pela iniciativa.